PUBLICIDADE
Topo

Rio: Cabral toma posse com desafio de ampliar pacificação e preparar Estado para eventos esportivos

Thais Leitão <Br>Da Agência Brasil

No Rio de Janeiro

01/01/2011 11h10

Os próximos quatro anos de mandato do governador reeleito do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, terão como foco a ampliação da política de pacificação das comunidades dominadas por grupos de traficantes de drogas e a concretização dos projetos que preparam a capital fluminense para receber os eventos do calendário esportivo, como a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016. A afirmação foi feita pelo vice-governador Luiz Fernando Pezão, em entrevista à Agência Brasil.

Segundo ele, a ocupação das favelas dos complexos da Penha e do Alemão pelas forças de segurança do estado e da União no final do atual mandato provou à população que é possível ao Poder Público assumir o controle nessas regiões e vencer o tráfico de drogas.

“Vamos continuar investindo fortemente na área de segurança, pacificando outras comunidades numa política que já se mostrou vitoriosa. Vamos colocar cada vez mais policiais nessas comunidades e fazer novos concursos. Em 2011, vamos sentir ainda mais a força dessa política de pacificação”, disse Pezão.

Ele também destacou que o estado tem pela frente "grandes projetos" de infraestrutura, como as melhorias nos meios de transporte, incluindo a modernização e ampliação do metrô, a aquisição de novos trens e a ampliação dos corredores de ônibus.

Cabral e Pezão serão empossados hoje (1º), às 11h, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). A solenidade será comandada pelo presidente da Alerj, deputado Jorge Picciani (PMDB), e deve durar cerca de 40 minutos. Ao todo, foram convidadas 1,2 mil pessoas para a cerimônia. O governador e o vice foram diplomados há duas semanas.

Sérgio Cabral deve chegar à Alerj por volta das 10h45, acompanhado da família. Inicialmente, ele participa de uma reunião, na Casa legislativa, com representantes do Comitê Olímpico Internacional (COI), prevista para terminar às 11h20. Logo após, o governador segue para a cerimônia de posse no Plenário Barbosa Lima Sobrinho.

Durante a solenidade, Cabral e Pezão prestarão o seguinte compromisso: "Prometo manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis e promover o bem geral do povo do estado do Rio de Janeiro".

Em seguida, a primeira-secretária da Alerj, deputada Graça Matos (PMDB), lerá o termo de posse de cada um, que será assinado por eles, e o presidente da Alerj os declarará empossados.

Participam do evento o arcebispo do Rio, dom Orani Tempesta, e representantes da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), da Federação do Comércio do Estado do Rio (Fecomércio) e da Associação Comercial do Rio (ACRJ). A segurança será feita por 84 profissionais do quadro de funcionários da Alerj.

Após a cerimônia, Cabral seguirá para Brasília, onde acompanhará a posse da presidenta eleita, Dilma Rousseff.

Política