Dilma anuncia até 45% de reajuste para o Bolsa Família

Heliana Frazão
Especial para o UOL Notícias
Em Salvador

Após sancionar o novo salário mínimo de R$ 545, sem ganho real, a presidente Dilma Rousseff anunciou, na cidade de Irecê (BA),  um reajuste de até 45% para o valor pago pelo programa federal de distribuição renda, Bolsa Família. Ela ressaltou, porém, que este percentual contemplará apenas aquelas famílias com filhos menores, na faixa de zero a 15 anos, matriculadas na rede pública.

Segundo Dilma, as outras parcelas da população que recebem o programa terão seus valores aumentados, em média, em 19,4%. Conforme Dilma Rousseff, o reajuste anunciado significará um aporte a mais de verba no programa estimado em R$ 2,1 bilhões.

Dilma explicou que este é o primeiro reajuste dado ao Bolsa Família desde 2009. “O ano de 2010 foi um ano eleitoral e nós não fazemos política com o Bolsa Família”, afirmou a presidente.

"A gente não fez política com o Bolsa Família em ano de eleição", afirma Dilma

“É um reajuste muito significativo, beneficiando a quem tem mais filhos, porque essas famílias também têm maior dificuldade de enfrentar a vida, e nível de pobreza maior. As crianças e jovens são a parte da população que sofre mais com a pobreza extrema. Os mais velhos têm a aposentadoria garantida”, explicou.

Ela destacou que está dando prosseguimento ao compromisso assumido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o contingente da população brasileira que, conforme disse, “sempre foi abandonado,  tratado como sendo uma parte da população que não interessava ao Brasil”.

Dilma defendeu o programa de repasse de renda como apenas um primeiro passo para melhorar a distribuição de renda no País, dando às crianças um caminho que os pais não tiveram. “O Bolsa Família é a garantia para famílias que não podem esperar e precisam de alimento e apoio para os filhos”, reforçou, fazendo referência também a Agricultura Familiar como outra importante fonte de recursos para a faixa de baixa renda.

Dilma disse que escolheu a Bahia para anunciar o índice de reajuste por ser o Estado brasileiro que mais recebe o Bolsa Família. Dados divulgados neste mês indicam que 1,7 milhão de famílias baianas recebem o Bolsa Família. Em Irecê, mais de 7 mil famílias são atendidas pelo programa, que neste mês atingiu a meta de beneficiar em todo o país 12,9 milhões de famílias. “Esse país só será grande se todos forem grandes com ele”, pregou.

Reeleição

Momentos antes, a presidente ouviu do governador Jaques Wagner (PT) o lançamento da sua candidatura à reeleição.  “Serão oito anos de um grande governo. Digo isso porque tenho a certeza que a senhora fará um grande governo nos próximos quatro e nos próximos oito anos. Já estou lançando a candidatura da presidente Dilma à reeleição e ela nem sabia. É capaz de eu levar uma bronca”, disse, sendo bastante aplaudido pelos presentes. O governador baiano fazia uma avaliação sobre a importância do programa Bolsa Família na economia de pequenos municípios do Estado, que, segundo ele tem no pagamento do benefício uma dos principais molas propulsoras da economia local. “Muitos desses municípios, presidente, não tem renda própria, vivem apenas dos repasses oficiais e da m ovimentação dos recursos do Bolsa Família", completou. A presidente simplesmente riu e não fez qualquer menção sobre o assunto reeleição durante o seu pronunciamento.

De Irecê, a comitiva presidencial segue para Salvador, onde, a partir das 16h, Dilma participará, no Gran Hotel Stella Maris, da cerimônia de anúncio da implantação do Terminal de Regaseificação de Gás Natural Liquefeito (GNL) da Bahia (TRBA).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos