PUBLICIDADE
Topo

Pelo Twitter, parlamentares da base e da oposição criticam decisão de Palocci de falar ao "Jornal Nacional"

Camila Campanerut

Do UOL Notícias <br> Em Brasília

03/06/2011 17h58

O Twitter virou, nesta sexta-feira (3), palco de desabafos e críticas de parlamentares que costumam ficar longe da capital federal neste dia da semana. Apesar da informação ainda não ser oficializada pela Casa Civil, já há críticas sobre a entrevista do ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, ao Jornal Nacional da TV Globo – assunto que virou destaque nos tweets de integrantes, inclusive, da base do governo.

“Acho errado a entrevista de Palocci ser exclusiva para uma emissora. Assim como achei errado ele chamar apenas uma bancada para dar explicação”, postou a deputada federal da base aliada, Manuela d'Ávila (PCdoB-RS), fazendo referência à conversa de Palocci com a bancada petista na semana passada.

Na ocasião, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), Palocci prestou esclarecimentos “contundentes” durante 15 minutos aos senadores petistas, durante almoço no Palácio do Alvorada, com presença da presidente Dilma Rousseff.

Oposição

Já o líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), classificou como “insuficiente” a iniciativa de Palocci. “Não basta TV, Palocci precisa se explicar no Congresso”, defendeu em seu Twitter.  

O líder do DEM na Câmara dos Deputados, ACM Neto (BA) também faz declarações na mesma linha e escreveu que a entrevista de Palocci “não satisfaz a oposição”, que quer a todo custo convocá-lo para prestar um depoimento no Congresso, onde os parlamentares poderiam interrogá-lo.  

“Não é com uma fala de pouquíssimos minutos que Palocci vai esclarecer todos os questionamentos e apresentar provas”, escreveu ACM Neto.

Política