Topo

Dilma não entende nova economia, diz Marina

Fábio Brandt

Do UOL, em Brasília

2013-02-27T06:00:00

27/02/2013 06h00

A presidente Dilma Rousseff (PT) não deveria ser a “gerente do país”, mas sim “ter visão estratégica”, afirmou nesta terça-feira (26) Marina Silva, uma das possíveis adversárias da petista na próxima eleição presidencial. Segundo Marina, Dilma “não foi capaz de entender” que o desafio do Brasil é mudar seu modelo de desenvolvimento.

Marina Silva, ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente, tenta formalizar um novo partido, chamado “Rede Sustentabilidade”, a tempo de poder disputar a eleição de 2014. Ela criticou Dilma Rousseff em entrevista ao “Poder e Política”, projeto do UOL e da Folha conduzido pelo jornalista Fernando Rodrigues. A gravação ocorreu no estúdio do Grupo Folha em Brasília.


 

 

Ao criticar a gestão federal, Marina disse que a “apologia do gerente” foi feita em relação a Dilma Rousseff, e isso criou uma expectativa. “Talvez um erro de quem fez a sua campanha”, afirmou.

Para a ex-senadora, “o desafio do Brasil é a mudança do modelo de desenvolvimento” e “a presidente Dilma não foi capaz de entender. Mas não só ela. O PT não foi capaz de entender. O PSDB não é capaz de entender essa nova agenda que se coloca para o mundo”.

Entre seus possíveis adversários na eleição de 2014, Marina só poupou Eduardo Campos, governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB. Ela disse apenas que é legítimo que Campos dispute o Palácio do Planalto.

Na entrevista, Marina ainda falou sobre a restrição que seu novo partido fará a doações de empresas ligadas a fabricantes de bebidas alcoólicas, armas, fumo e agrotóxicos. Apesar disso, afirmou Marina, a sigla permitirá a captação de dinheiro de empreiteiras ligadas à construção de usinas nucleares. Ela disse que não há problema em receber esse tipo de doação porque a empresa ligada à energia nuclear estaria agindo com “desprendimento” ao doar para a Rede Sustentabilidade mesmo sabendo que o partido é contra é fonte de energia.

Acesse a transcrição completa da entrevista.

A seguir, vídeos da entrevista (rodam em smartphones e tablets):

1 – Quem é Marina Silva? (1:54)

2 – Mudar regra para partidos novos é casuísmo, diz Marina (2:13)

3 – Rede pode aceitar doação ligada à energia nuclear (3:48)

4 – Dilma não entende nova economia, diz Marina (2:43)

5 – PPS ofereceu fusão com a Rede, diz Marina (2:46)

6 – Marina quer plebiscito para aborto e maconha (1:48)

7 – Marina: É legítimo Eduardo Campos querer ser candidato(1:24)

8 – Íntegra da entrevista (68 min.)

 

Acompanhe Fernando Rodrigues no Twitter e no Facebook.

Mais Política