PUBLICIDADE
Topo

Política

Reencontro de Dilma e Eduardo Campos teve "grande abraço", diz líder do PSB

Dilma Rousseff participa de cerimônia de entrega do trecho Floresta-Serra Talhada do Sistema Adutor Pajeú, em Pernambuco, na companhia do governador do Estado, Eduardo Campos (primeiro homem do lado esquerdo de Dilma) - Roberto Stuckert Filho/PR
Dilma Rousseff participa de cerimônia de entrega do trecho Floresta-Serra Talhada do Sistema Adutor Pajeú, em Pernambuco, na companhia do governador do Estado, Eduardo Campos (primeiro homem do lado esquerdo de Dilma) Imagem: Roberto Stuckert Filho/PR

Carlos Madeiro

Do UOL, em Maceió

25/03/2013 11h48Atualizada em 25/03/2013 12h54

Testemunha do esperado reencontro da presidente Dilma Roussef e do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), nesta segunda-feira (25), o presidente do diretório do PSB em Serra Talhada (a 414 km do Recife), Ronaldo Melo, afirmou que a alegria marcou a chegada da presidente ao sertão pernambucano.

"(O encontro) Foi de muita alegria. A presidente deu um grande abraço em Eduardo, que passou boa parte conversando com os senadores Humberto Costa (PT) e Armando Monteiro Neto (PTB). Foi um encontro bastante agradável, e isso foi visto por todos que faziam parte da comitiva no aeroporto", disse, em entrevista a emissora de rádio de Serra Talhada, onde a presidente participa de solenidade nesta manhã.

Melo explicou que o governador, antes da solenidade de inauguração de um trecho da adutora do Pajeú, acompanhou a presidente à Estação de Tratamento de Água, sem qualquer sinal de desentendimento político.

"Até aprece que esses comentários [de possível candidatura de Eduardo à presidência] só existem pelo Sul. Aqui em Serra Talhada esse encontro foi de muita alegria. Se houve algo por trás, não deu para aparecer aqui", frisou.

Visita a Pernambuco

Essa é a primeira visita de Dilma a Pernambuco em 13 meses e a primeira após a mudança de discurso do governador e presidente do PSB, Eduardo Campos, que deixou de lado os afagos de aliado para passar a ser um crítico da gestão da presidente.

Campos é apontado como possível candidato à Presidência em 2014. Por isso, é grande a expectativa no meio político para os discursos que Eduardo e Dilma farão ao público, em Serra Talhada.

Dilma também iria ao Recife, onde iria inaugurar um dos lote das obras de duplicação da BR-408, mas cancelou a visita para ir ate o Rio Janeiro, para visitar as cidades atingidas pelas chuvas.

Política