Topo

PF investigará boatos sobre fim do Bolsa Família que causaram tumulto no fim de semana

Aliny Gama

Do UOL, em Maceió

2013-05-20T19:48:52

20/05/2013 19h48

A PF (Polícia Federal) informou na noite desta segunda-feira (20), por meio de nota, que instaurou inquérito policial, no Distrito Federal, para investigar a origem dos boatos sobre o fim do Bolsa Família, que causaram tumulto no fim de semana.

Segundo a polícia, serão intimadas as primeiras pessoas que conseguiram retirar das contas o dinheiro do benefício no Nordeste do país.

“As diligências iniciais a serem realizadas serão as oitivas das primeiras pessoas que sacaram o benefício nos Estados do Nordeste”, informou a nota.

O boato de que o Bolsa Família iria acabar e que os beneficiados teriam de sacar o dinheiro até o sábado (18) causou tumulto em agências da CEF (Caixa Econômica Federal) e casas lotéricas. Por causa do grande número de saques, alguns terminais de autoatendimento ficaram sem dinheiro e houve depredações.

A Caixa informou que somente no fim de semana 900 mil pessoas sacaram o benefício. Os pagamentos ocorreram independente do dia marcado para o beneficiário receber o dinheiro.

Foi o caso da dona de casa Ninita Correia, 34, recebe a quantia de R$ 130 do Bolsa Família porque os dois filhos estão  matriculados na escola e frequentam as aulas. Ela conseguiu sacar o dinheiro do mês, programado para o dia 29, no domingo (19).

“Fiquei com medo de perder o dinheiro devido a informação que recebi que o Bolsa Família ia acabar e esse era o último pagamento. Tentei em duas lotéricas, mas as filas estavam imensas. Consegui na agencia da CEF do Farol”, disse, ainda temerosa se vai continuar recebendo o dinheiro.

“Preciso muito deste dinheiro e é com ele que compro comida para os meus filhos. Estou desempregada e está difícil arrumar emprego”, disse Correia, que cursou apenas até o 5º ano do ensino fundamental e não possui curso profissionalizante.

Mais cedo, a presidente disse que o boato sobre o fim do Bolsa Família foi "absurdamente desumano" e "criminoso."

O Bolsa Família foi criado pelo governo Lula e este ano completa 10 anos. O programa beneficia 13,8 milhões de pessoas de baixa renda.

Mais Política