Topo

Quase 10% dos deputados trocam de partido na Câmara; Senado tem 2 trocas

Fernanda Calgaro

Do UOL, em Brasília

07/10/2013 15h17

Quase 10% dos 513 deputados federais trocaram de partido nas duas últimas semanas, desde a criação de mais duas legendas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), segundo balanço da Câmara até a tarde desta segunda-feira (7).

No total, 49 parlamentares decidiram migrar de sigla –boa parte para os recém-fundados SDD (Solidariedade) e Pros (Partido Republicano da Ordem Social), que ganharam, respectivamente, 21 e 15.

O prazo para se filiar a um partido em tempo de disputar as eleições de 2014 terminou no último sábado, mas o número de mudanças pode aumentar uma vez que as agremiações têm até o dia 14 para encaminhar à Justiça Eleitoral a relação de filiados.

Ao lado do líder da legenda, o deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, o Solidariedade levou Wladimir Costa (ex-PMDB-PA); Sebastião Bala Rocha (ex-PDT-AP); Marcos Medrado (ex-PDT-BA); João Dado (ex-PDT-SP); Benjamin Maranhão (ex-PMDB-PB); Augusto Coutinho (ex-DEM-PE); Augusto Carvalho (ex-PPS-DF); Armando Vergílio (ex-PSD-GO); Manato (ex-PDT-ES); Laercio Oliveira (ex-PR-SE); Henrique Oliveira (ex-PR-AM); Genecias Noronha (ex-PMDB-CE); Aureo (ex-PRTB- RJ); Simplício Araújo (ex-PPS-MA); Fernando Francischini (ex-PEN-PR); Zé Silva (ex-PDT-MG); Luiz Argôlo (ex-PP-BA); Dr. Grilo (ex-PSL-MG); Arthur Oliveira Maia (ex-PMDB-BA); e Eduardo Gomes (ex-PSDB-TO).

Para o Pros migraram os seguintes deputados: Givaldo Carimbão (ex-PSB-AL); Valtenir Pereira (ex-PSB-MT); Salvador Zimbaldi (ex-PDT-SP); Ronaldo Fonseca (ex-PR-DF); Major Fábio (ex-DEM-PB); Hugo Leal (ex-PSC-RJ); Dudimar Paxiuba (ex-PSDB-PA); Dr. Jorge Silva (ex-PDT-ES); Ademir Camilo (ex-PSD-MG); Marcio Junqueira (ex-PP-RR); Ariosto Holanda (ex-PSB-CE); Antonio Balhmann (ex-PSB-CE); Vicente Arruda (ex-PR-CE); Maurício Trindade (ex-PR-BA); e Edson Silva (ex-PSB-CE).

As demais trocas envolvem os seguintes parlamentares: Urzeni Rocha (RR), que saiu do PSDB rumo ao PSD; Magda Mofatto (GO), que deixou o PTB em direção ao PR; Betinho Rosado (RN), que trocou o DEM pelo PP; Vilalba (PE), que foi do PRB para o PP; Marcelo Aguiar (SP), que saiu do PSD para o DEM; Luiz Pitiman (DF), que saiu do PMDB para o PSDB; Almeida Lima (SE), que passou do PPS para o PMDB; Alexandre Toledo (AL), que foi do PSDB para o PSB; Luiz Nishimori (PR), que saiu do PSDB em direção ao PR; Raul Lima (RR), que migrou do PSD para o PP; Paulo Henrique Lustosa (CE), que deixou o PMDB em troca do PP; Beto Mansur (SP), que mudou do PP para o PRB; e César Halum (TO), que foi do PSD para o PRB.

O deputado Romário chegou a sair do PSB em agosto, mas pouco mais de um mês depois, decidiu retornar à legenda, ocupando a posição de presidente do diretório do Rio de Janeiro.

No Senado, houve duas trocas, ambas envolvendo parlamentares do Tocantins: Kátia Abreu deixou o PSD e foi para o PMDB e Vicentinho Alves saiu do PR em direção ao Solidariedade.

Mais Política