Topo

No Senado, Lula elogia Sarney por ter ouvido "desaforos" durante Constituinte

Do UOL, em Brasília

29/10/2013 12h42Atualizada em 29/10/2013 18h35

Em sessão solene, o Senado entregou nesta terça-feira (29) medalhas em homenagem aos 25 anos da Constituição de 1988 para os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, que também foi deputado constituinte, e José Sarney, que convocou a Assembleia Constituinte quando era presidente, em 1985.

Em breve discurso após a cerimônia, Lula elogiou o ex-presidente Sarney por ter tido "comportamento digno" durante a Constituinte e ter ouvido os "desaforos" dos parlamentares.  Lula defendeu ainda a atividade política e disse que a presidente Dilma segue a Constituição. Segundo ele, a Constituição de 88 é "o trabalho mais extraordinário que o Congresso já viveu".

O afago de Lula a Sarney vem 15 dias depois da notícia de que Dilma e Lula teriam decidido abandonar o apoio ao maranhense para apoiar Flávio Dino (PCdoB), desafeto dos Sarney, na disputa pelo governo do Maranhão em 2014. O porta-voz do governo federal, Thomas Traumman, veio a público logo após a notícia para dizer que Lula e Dilma não conversaram sobre a sucessão maranhense e que isso se tratava de especulação.

Lula deu ainda um recado àqueles que pretendem ser presidentes da República. "Para chegar à Presidência da República, as pessoas precisam estar preparadas para saber que não são donas do país. São apenas donos de um mandato que tem tempo de validade."

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso também seria homenageado, mas não compareceu à cerimônia por conta de uma diverticulite (inflamação no intestino grosso), segundo informou o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Em seu discurso, Renan lembrou as transformações que a Constituição trouxe para a sociedade, com a garantia de direitos básicos, mas ressalvou que “ainda há muito a ser feito”.

Para chegar à Presidência, não pode ser dono do país, diz Lula

“Como senador, ao me inteirar das pautas de votação, reflito ainda o quanto há para ser feito. Os inúmeros projetos de lei, lei complementar e propostas de emenda à constituição nos mostram novas realidades, exigindo que novas legislações sejam firmadas e outras aperfeiçoadas”, afirmou Renan.
Foram condecorados com a Medalha Ulysses Guimarães o vice-presidente da República, Michel Temer, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), os atuais senadores que participaram da Assembleia Constituinte e o ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Nelson Jobim, também constituinte.

A cantora Fafá de Belém também recebeu a condecoração representando a classe artística que mobilizou o povo pela convocação da Constituinte. Foi ela quem cantou o Hino Nacional antes do início da cerimônia.

Política