Quase metade dos prefeitos brasileiros não cursou faculdade

Carlos Eduardo Cherem

Do UOL, em Belo Horizonte

Quase metade (48%) dos 5.570 prefeitos brasileiros eleitos em 2012 exerce suas atividades sem ter formação superior. Dos 2.920 prefeitos (52%) que frequentaram a faculdade, 762 (14%) fizeram pós-graduação. Na outra ponta, 258 prefeitos (4,5%) sequer completaram o ensino fundamental.

Os dados são da Munic (Pesquisa de Informações Básicas Municipais de 2013), levantamento realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e divulgado semana passada.

Os chefes de Executivo municipal com maior grau de instrução são os do Mato Grosso do Sul. Dos 79 prefeitos do Estado, 55 (70%) possuem curso superior. Em segundo lugar aparece o Rio de Janeiro, com 62 (67%) prefeitos com faculdade. São Paulo fica na terceira posição, com 417 (65%) prefeitos.

Os prefeitos dos municípios da região Norte têm os menores grau de instrução do país: 199 (44%) prefeitos das 450 cidades nos sete Estados da região têm faculdade. No Amapá, dos 16 prefeitos, quatro (25%) cursaram faculdade. Em Rondônia, são 18 (35%) prefeitos, entre 52.

Entre os maiores Estados, Minas Gerais e Bahia são os que têm menor proporção de prefeitos diplomados -- 389 (46%) prefeitos mineiros fizeram faculdade, em 853 municípios, e 189 (45%) baianos, entre 417 prefeituras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos