Topo

Homem que soltou ratos em CPI é servidor da Câmara e será demitido

Leandro Prazeres

Do UOL, em Brasília*

09/04/2015 12h14Atualizada em 09/04/2015 13h24

O homem que soltou cinco roedores na sala da Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira (9), onde ocorria o depoimento do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, é servidor da Câmara. Marcio Martins de Oliveira é funcionário da segunda vice-presidência da Câmara dos Deputados e ocupava o cargo desde março deste ano.

O servidor será exonerado, conforme confirmou o presidente da CPI, Hugo Motta (PMDB-PB). 

A presença dos animais causou tumulto na sessão, e deputados chegaram a gritar que a CPI estava "virando um circo".

Marcio foi detido nesta quinta-feira (9) após soltar dois ratos, dois hamsters e um esquilo da Mongólia antes do início do depoimento de Vaccari na CPI da Petrobras.

A segunda vice-presidência é ocupada pelo deputado Fernando Giacobo (PR-PR). O deputado ainda não foi localizado pela reportagem do UOL.

A deputada Professora Marcivania (PT-AP) esteve no Departamento de Polícia Legislativa e disse que Marcio se mostrava "confuso", afirmando inclusive que não sabia como havia chegado à Câmara. Marcio continua detido.

Também esteve no local o assessor jurídico do PT Adilson José Carlos Barbosa. Ele disse que o partido vai registrar ocorrência por "constrangimento".

*Com informações da Agência Câmara

Mais Política