PUBLICIDADE
Topo

Após acordo com líderes, Cunha adia votação de projeto sobre terceirização

Do UOL, em São Paulo*

15/04/2015 19h42Atualizada em 15/04/2015 20h16

Após acordo com líderes partidários, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), adiou a votação do projeto de lei que regulamenta as terceirizações. A proposta retornará à pauta na próxima quarta-feira (22). 

Os deputados já aprovaram, na semana passada, o texto-base do projeto, um substitutivo do deputado Arthur Oliveira Maia (SD-BA), que permite a terceirização em qualquer atividade das empresas privadas. Esse e outros pontos ainda serão objeto de novas votações por meio de emendas.

Cunha anunciou que o acordo prevê o compromisso, para a próxima quarta, de os partidos se posicionarem contra requerimentos de retirada de pauta e sem a obstrução de outra matéria que possa trancar a pauta da Câmara nesse intervalo.

O presidente da Câmara disse que as votações de hoje seriam apertadas e que adiou a votação para que se possa produzir um acordo com os líderes partidários. “Vamos produzir um acordo para que a votação não seja emperrada”, disse.

Segundo Cunha, ainda há dúvidas sobre os destaques a serem votados e ainda sobre as sete emendas aglutinativas apresentadas durante a sessão.

O líder do governo, deputado José Guimarães (PT-CE), disse que dois terços dos líderes pediram o adiamento da votação.

Ele informou que, até quarta-feira, vai reunir representantes do governo, empresários e movimento sindical, com a participação do relator e de outros deputados, para tentar um acordo que envolva esses setores.

*Com informações da Agência Câmara

Política