PUBLICIDADE
Topo

Política

Precisamos voltar a ter orgulho de vestir a camisa vermelha, diz Lula

Do UOL, em São Paulo

01/09/2015 22h14Atualizada em 01/09/2015 22h54

Durante o lançamento do Memorial da Democracia, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que os militantes do PT precisam voltar a ter orgulho de vestir suas "camisas vermelhas". Em evento na noite desta terça-feira (1°), Lula admitiu que colegas do partido podeter cometido erros, em alusão a denúncias de corrupção recentes contra petistas. 

Após um breve "mea culpa", no entanto, o ex-presidente relembrou a história do Sindicato dos Metalúrgicos e do Partido dos Trabalhadores no ABC e concluiu: "Temos que ter uma certeza. Nós temos defeitos, mas ninguém fez mais do que nós fizemos pela democracia neste país."

Lula foi o último a discursar no evento de lançamento do "Memorial da Democracia", um portal na internet criado pelo Instituto Lula com acervo histórico de personagens, lutas populares e principais acontecimentos políticos que levaram ao avanço das conquistas democráticas no país.

Irracionalidade emocional

O ex-presidente comparou a democracia a uma mãe, "você só sente falta quando não tem", e definiu o atual momento político como um movimento de irracionalidade emocional

Mais cedo nesta terça, o ex-presidente reafirmou a importância da democracia e a liberdade para fazer manifestações. "Na hora que você não está tão bem, que a sociedade começa a se manifestar contra, isso também é democracia", declarou em vídeo publicado nas redes sociais. 

No vídeo, Lula disse que é muito importante para a democracia que a sociedade se mobilize. De acordo com ele, há um certo nervosismo na sociedade por causa das incertezas econômicas, do desemprego e da perspectiva inflacionária. O ex-presidente disse que toda vez que há perspectivas econômicas difíceis, o povo fica "um pouco mais nervoso, a sociedade, mais nervosa".

Política