Imprensa quer evitar fim de vazamentos da PF, diz Lula a Edinho Silva

Do UOL, em São Paulo

  • Nelson Almeida/AFP

    Luiz INácio Lula da Silva, ex-presidente e atual ministro-chefe da Casa Civil

    Luiz INácio Lula da Silva, ex-presidente e atual ministro-chefe da Casa Civil

Em conversa com o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, no último dia 1º, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva diz que a imprensa quer evitar que o sucessor de José Eduardo Cardozo no Ministério da Justiça interrompa o vazamento de informações da Polícia Federal.

"É importante você ficar atento porque vai sair muita crítica à indicação sobre o novo ministro com o objetivo de encurralá-lo. Crítica da Veja, crítica do Globo, crítica da Globo. Ou seja, no fundo, no fundo, eles querem evitar que qualquer ministro acabe com o vazamento da Polícia Federal. Então é importante você ficar atento porque alguém vai ter que responder, se for o caso." 

A conversa aconteceu dois dias depois da saída de José Eduardo Cardozo do Ministério da Justiça e está presente em uma das gravações de telefonemas de Lula que tiveram o sigilo levantado pelo juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, nesta quarta (16).

No fim do telefonema, Edinho pergunta a Lula: "Você vem pra cá hoje?", possivelmente a Brasília. O ex-presidente responde que "ela queria conversar".

"Eu saí de casa para ir ao aeroporto, ela queria conversar... E eu ponderei para ela que hoje não é um bom dia para a gente se encontrar", diz Lula.

"Estão tentando botar tudo na sua conta. Se você vier para cá esta semana, vai ser ruim", responde Edinho, encerrando a ligação.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos