Operação Lava Jato

Ministério de Lula: Casa Civil é "pedra no sapato" na era petista

Do UOL, em São Paulo

  • Nelson Antoine/AP

    O ex-presidente Lula e a presidente Dilma em evento da CUT

    O ex-presidente Lula e a presidente Dilma em evento da CUT

A Casa Civil, ministério que terá o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como novo titular a partir da próxima semana, é uma das 31 pastas do governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Diferentemente da maioria dos ministérios que estão alojados nos prédios que ficam ao longo da Esplanada dos Ministérios, a sede da Casa Civil fica no quarto andar do Palácio do Planalto, acima do gabinete da presidente da República, que fica no terceiro andar.

No papel, o titular da Casa Civil é responsável por assistir direta e imediatamente a presidente na coordenação e na integração das ações do governo. A pasta deve verificar a legalidade dos atos presidenciais, auxiliar na gestão dos órgãos e entidades da administração federal e promover a publicação e a preservação dos atos oficiais. Na prática, a Casa Civil é responsável, por exemplo, pela articulação política com a base aliada no Congresso e pela aprovação de indicações para cargos.

  • 49247
  • true
  • http://noticias.uol.com.br/enquetes/2016/03/16/na-sua-opiniao-o-que-vai-acontecer-no-governo-com-lula-na-casa-civil.js

Lula é o nono político a assumir a pasta desde 2003, quando o PT chegou ao poder federal. Na era petista, três dos oito titulares da Casa Civil deixaram o cargo após denúncias de envolvimento em casos de corrupção: José Dirceu, Antonio Palocci e Erenice Guerra.

Lula tomará posse nesta quinta-feira (17) assumindo o posto de Jaques Wagner. Investigado na Operação Lava Jato, o ex-presidente terá agora foro privilegiado. As suspeitas de envolvimento de Lula com os desvios de recursos da Petrobras serão investigadas pelo STF (Supremo Tribunal Federal) e não mais pelo juiz federal Sérgio Moro.

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, chamou Lula de "o ministro da Esperança".

Veja a lista com os nomes de quem já passou pela Casa Civil.

Ruy Baron/Valor DF/Folhapress

José Dirceu (2003 - 2005)

"Tenho as mãos limpas. Saio de cabeça erguida do ministério". Essas foram as últimas palavras de José Dirceu no comando da Casa Civil em junho de 2005. Ele trocou o gabinete do quarto andar do Palácio do Planalto pelo mandato de deputado federal após eclodir o escândalo do mensalão no primeiro mandato do governo Lula. Leia mais

Evaristo SA/AFP

Dilma Rousseff (2005 - 2010)

"Nós somos companheiros de uma jornada, de uma missão. Uma missão especial, uma alegre melancolia, ou uma alegria triste. Nós saímos de um governo, que nós consideramos que mais fez pelo povo deste país, e nós o abandonamos hoje", disse Dilma na cerimônia que marcou sua despedida do cargo, em março de 2010, para concorrer à Presidência da República. Leia mais

Ruy Baron/Valor

Erenice Guerra (mar.2010 - set.2010)

"As paixões eleitorais não podem justificar esse vale-tudo. Por isso, solicito, em caráter irrevogável, que aceite meu pedido de demissão", escreveu Erenice em carta encaminhada ao presidente Lula após reportagem revelar um suposto lobby na pasta envolvendo o filho de Erenice, em setembro de 2010. Leia mais

Carlos Eduardo Esteves Lima (2010 - 2010)

Então secretário-executivo da pasta, Esteves de Lima assumiu interinamente a função com a saída de Erenice e ocupou o cargo até o final do governo Lula. Leia mais

Folhapress

Antonio Palocci (jan.2011 - jun.2011)

Após 23 dias de crise e forte pressão para que deixasse o cargo, o ministro entregou carta à presidente Dilma Rousseff solicitando o seu afastamento do governo federal. O jornal Folha de S.Paulo revelou que Palocci multiplicou por 20 seu patrimônio em quatro anos. Entre 2006 e 2010, passou de R$ 375 mil para cerca de R$ 7,5 milhões. Segundo o jornal, a empresa de Palocci faturou R$ 20 mi em 2010, no ano da eleição de Dilma. Leia mais

Sergio Lima/Folhapress

Gleisi Hoffmann (2011 - 2014)

Em janeiro de 2014, a senadora do PT do Paraná deixou a pasta para concorrer ao governo do seu Estado. Leia mais

Pedro Ladeira/Folhapress

Aloizio Mercadante (2014 - 2015)

Em setembro do ano passado, após diagnosticar desgaste do ministro no relacionamento com a base aliada no Congresso, Dilma decidiu substituir Mercadante. Diante do agravamento da crise política, a presidente resolveu dar um sinal mais forte de que pretende "recomeçar" o segundo mandato, ampliando as mudanças e mexendo no coração do governo. Leia mais

Ueslei Marcelino/Reuters

Jaques Wagner (2015 - 2016)

Depois de mais de sete horas de negociação direta com a presidente, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu assumir a Casa Civil no lugar de Jaques Wagner, que foi responsável pela pasta no momento mais crítico da crise política. Leia mais

Veja onde Dilma e Lula vão despachar

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos