Processo de impeachment

Cristovam diz ter sido chamado de "golpista" e "traidor do PT" em livraria

Do UOL, em São Paulo

  • Ana Volpe - 25.abr.2016/Agência Senado

    O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) durante sessão no Senado

    O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) durante sessão no Senado

O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) relatou ter sido chamado de "golpista" e "traidor do PT" enquanto fazia compras em uma livraria de Brasília neste sábado (30). O parlamentar contou o ocorrido em texto publicado em sua página no Facebook, onde classificou o caso como uma agressão verbal e uma "grosseria". 

"Respondi que ele nem sabia ainda como eu votarei e já estava me agredindo. E disse que ele até podia me chamar de golpista, mas não de corrupto. Ele passou a gritar mais alto e eu tive a imensa alegria de ver pessoas se chegando e se solidarizando comigo e me aplaudindo espontaneamente. E gritando mensagens em defesa ao impeachment. Fiquei surpreso ao ver o absoluto isolamento do solitário manifestante contra o impeachment", escreveu o senador.

Cristovam disse que não vai se intimidar por este tipo de situação e que "não é por causa desta grosseria" que decidirá seu voto. "Alerto também que este comportamento termina empurrando os indecisos para votarem pelo impeachment. Afinal, se com o risco de perderem o poder se comportam assim, imagine se de fato perderem." Veja abaixo o post:

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos