A empresários, Temer diz que crise "também é um fenômeno psicológico"

Do UOL, em Brasília

O presidente interino, Michel Temer, disse nesta sexta-feira (8) que a crise econômica vivida pelo país é um "também é um fenômeno psicológico". A declaração foi feita a uma plateia formada por empresários durante uma reunião realizada pela CNI (Confederação Nacional da Industrias) nesta sexta-feira (8), em Brasília.

Temer falou por quase meia hora e pediu otimismo aos empresários reunidos pela entidade. "O otimismo é uma coisa muito importante. Em vez de falar de crise, vamos ver se trabalhamos, vamos ver se levamos as empresas adiante, porque também, a crise é um fenômeno psicológico", afirmou o presidente interino.

Ao tentar explicar seu argumento, Temer disse que criticar o momento econômico do país criaria um ambiente negativo para o país.

"É claro que você tem fatores materiais que nos levam a dizer: 'Está mal'. Mas na medida em que você diz 'tá mal, tá mal', você psicologicamente se enturma na ideia do malefício. Diferentemente, se você diz vai melhorar, vai começar a melhorar, vamos aplicar, vamos investir, guardados os interesses daquele que vai aplicar, mas vamos investir? Isso cria um clima psicológico que pode auxiliar o nosso país", afirmou Temer.

O pedido de otimismo feito por Temer aconteceu um dia depois de o governo anunciar a meta fiscal para o ano de 2017 com uma previsão de deficit nas contas públicas de R$ 139 bilhões

Nos últimos dias, dados produzidos por institutos de pesquisa indicam um número elevado nas taxas de desemprego e que a retomada do crescimento econômico só deverá acontecer em 2018. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a taxa de desemprego no trimestre de março a maio deste ano chegou a 11,2%, atingindo 11,4 milhões de pessoas. 

Outro dado negativo foi divulgado na última quinta-feira (7) pela própria CNI. De acordo com pesquisa divulgada pela entidade, a previsão de retração do PIB (Produto Interno Bruto) para 2017 será 3,5%, 0,4 ponto percentual maior que a previsão divulgada em abril. 

Esta não foi a primeira vez que Temer pediu otimismo. No dia de sua posse como presidente interino, em maio, Temer pediu que se evitasse o discurso em torno da crise. "Não fale em crise, trabalhe", disse o presidente. 

"Não fale em crise, trabalhe", disse Temer ao tomar posse

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos