PUBLICIDADE
Topo

Política

Dilma, Temer e Rodrigo Maia: Brasil tem 3 presidentes em um dia

Montagem feita com fotos da ex-presidente Dilma Rousseff, do presidente Michel Temer (centro) e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia - Arte/UOL
Montagem feita com fotos da ex-presidente Dilma Rousseff, do presidente Michel Temer (centro) e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia Imagem: Arte/UOL

Do UOL, em Brasília

31/08/2016 20h54

Com a viagem de Michel Temer (PMDB) para a China, o Brasil teve três presidentes em um só dia nesta quarta-feira (31).

Como o Senado só votou o impeachment de Dilma Rousseff (PT) no início da tarde desta quarta, foi ela quem começou o dia como presidente, ainda que já estivesse afastada.

Temer tomou posse durante a tarde e embarca à noite para a China, onde participará da reunião do G20, grupo das maiores economias do mundo.

Com o embarque de Temer para a Ásia, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), assume a Presidência da República, por ser o seguinte na linha sucessória, até que o peemedebista retorne ao país.

Em sua primeira reunião ministerial após a posse, Temer disse que vai à China "para revelar aos olhos do mundo que temos estabilidade política e segurança jurídica". Temer declarou que fará reuniões bilaterais com representantes dos governos de Espanha, Japão, Itália e Arábia Saudita. 

Análise: Dilma adota retórica belicosa; Temer fica mais duro

UOL Notícias

"Discrição"

Em entrevista, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, avaliou que o impedimento da ex-presidente da República Dilma Rousseff "é um momento histórico" e marca o momento em que "os três Poderes devem se unir para reconstruir o Brasil" e sair da crise econômica e política. "O país teve grandíssima vitória hoje e a base aliada ao presidente Michel Temer se mostrou forte. Com isso, também dialogando com a nova oposição, vamos conseguir aprovar projetos que vão reorganizar o Estado brasileiro e fazer o país voltar a crescer", afirmou Maia. 

Questionado como serão suas atitudes durante o período no comando interino do Palácio do Planalto, Maia disse que vai "presidir com muita discrição".

Segundo a Constituição, quando o chefe e o vice do Poder Executivo se ausentam do país, a Presidência da República passa a ser ocupada pelo presidente da Câmara dos Deputados.

A posse de Temer

UOL Notícias

Política