Crivella anuncia nomes e corta secretarias pela metade

Paula Bianchi

Do UOL, no Rio

  • Júlio César Guimarães/UOL

    Crivella cumpriu uma promessa feita durante a campanha

    Crivella cumpriu uma promessa feita durante a campanha

Quase dois meses após ser eleito, o senador e bispo licenciado, Marcelo Crivella (PRB), anunciou nesta terça-feira (20) os 12 nomes que irão compor o seu  secretariado e a nova estrutura administrativa da Prefeitura do Rio de Janeiro. O prefeito cumpriu uma promessa feita durante a campanha e cortou o número de secretarias pela metade – atualmente, a administração municipal conta com 24 pastas.

De acordo com a sua assessoria, Crivella aguardava a diplomação para anunciar os nomes que farão parte da sua administração. 

Candidato a prefeito derrotado ainda no primeiro turno, Indio da Costa (PSD) será responsável pela Secretaria de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação. Votado para o governo, o tucano Carlos Osorio, que também concorreu à prefeitura, ficou de fora da lista.

Filha do ex-governador Anthony Garotinho, a deputada federal Clarissa Garotinho (PRB) ficou com a Secretaria de Desenvolvimento, Emprego e Inovação. Durante a campanha, Crivella reiterou que o ex-governador não teria participação em seu governo -- no anúncio, Clarissa foi apresentada pelo sobrenome Matheus e não Garotinho.

A Secretaria de Educação passou a agregar também Esporte e Lazer e será comandada por Cesar Benjamin. Exilado durante a ditadura, o jornalista e cientista político foi filiado ao PT e ao PSOL, mas hoje não milita em nenhum partido.

Fundador do Bope (Batalhão de Operações Especiais), o coronel Paulo Cesar Amêndola comandará a Secretaria de Ordem Pública.

Especialista em Parcerias Público Privadas, a economista Maria Eduarda Gouvêa Berto vai comandar a Secretaria de Fazenda.

Neta de Cartola e atualmente presidente do Museu do Samba, Nilcemar Nogueira será responsável pela Secretaria de Cultura.

A vereadora Teresa Bergher (PSDB) ficou com a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos enquanto o vereador Carlos Eduardo (SD) comandará a Secretaria de Saúde.

Na semana passada Crivella já havia anunciado a escolha de seu vice-prefeito eleito, Fernando MacDowel (PR), como secretário de Transportes.

Ex-diretor financeiro da Transpetro por indicação de Crivella,o pastor e engenheiro Rubens Teixeira ficou a frente da Secretaria de Conservação e Meio Ambiente.

As outras pastas ficaram com Ailton Cardoso da Silva (Casa Civil), até então assessor Assessor legislativo no mandato do senador, e o deputado federal pelo PTN Luiz Carlos Ramos (Relações Institucionais).

Não há nenhum nome do PMDB, partido do atual prefeito, Eduardo Paes, na lista.

De acordo com a assessoria do novo prefeito, as políticas de Turismo serão formuladas por um Conselho composto pelos empresários Ricardo Amaral; José Bonifácio, o Boni; Roberto Medina e Paulo Manoel Protasio, que ficará ligado ao Gabinete do Prefeito.

Já as políticas para a Pessoa com Deficiência serão formuladas por um Conselho ligado ao Gabinete do Prefeito formado pelo deputado federal Otávio Leite (PSDB) e pelo deputado estadual Márcio Pacheco (PPL).

Crivella é recebido por eleitores na zona oeste do Rio

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos