Azarão, Medeiros diz que mantém candidatura à presidência do Senado

Nathan Lopes

Do UOL, em Brasília

  • Divulgação

    Medeiros afirma que também tem recebido apoio

    Medeiros afirma que também tem recebido apoio

Apesar de não ter o apoio de nenhuma bancada, o senador José Medeiros (PSD-MT) declarou que não irá desistir de sua candidatura à presidência do Senado, a única na disputa contra o favorito Eunício Oliveira (PMDB-CE). "Nunca claudiquei", disse nesta quarta-feira (1º), data em que ocorre a eleição.

Apesar de a candidatura de Eunício estar sendo tratada como de consenso, Medeiros afirma que também tem recebido apoio. "Essa candidatura não é só minha, é de vários senadores. Estou firme e forte."

Medeiros e Eunício são os únicos candidatos declarados. Os senadores têm até o início da sessão para apresentar a candidatura formal.

Medeiros diz não ver o favoritismo de Eunício. "Ele tem 50% de chance de ganhar essa eleição", brincou.

O senador disse ainda que está fazendo uma "campanha no varejo", buscando o apoio dos senadores e não dos partidos.

Com PT livre, Eunício tem mais vantagem, diz Cunha Lima

Mais cedo, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) disse que há "um indicativo claro da vitória do senador Eunício".

Para sustentar seu argumento, ele aponta que "parte majoritária do PT deve votar na chapa de consenso".

Na noite de ontem, a bancada petista liberou os votos de seus filiados na eleição para a presidência da Câmara.

O apoio de senadores petistas a Eunício surge apesar de ele ter apoiado o processo de impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff, no ano passado.

Eunício foi ministro das Comunicações do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) entre 2004 e 2005.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos