Operação Carne Fraca

Ida de Temer à churrascaria em Brasília rende memes com papelão

Do UOL, no Rio

A ida do presidente Michel Temer a uma churrascaria em Brasília na noite deste domingo (19), acompanhado de embaixadores de países importadores de carne brasileira, rendeu pelo menos uma polêmica e inúmeros memes. Tão logo as fotos do evento começaram a ser divulgadas, brincadeiras com Temer e seus convidados tomaram as redes sociais.

Pedro Ladeira / Folhapress
O presidente Michel Temer (PMDB) em churrascaria de Brasília
A informação de que churrascaria Steak Bull servia apenas carne importada, divulgada pelo jornal "O Estado de São Paulo", com base no depoimento de funcionários, levou internautas a classificarem o churrasco de Temer como um "papelão" --referência à suspeita levantada pela Operação Carne Fraca, que investigou um esquema de venda ilegal de carnes no país, de que o material seria inserido dentro de frangos.

A "Folha de S.Paulo", por sua vez, ouviu do gerente do estabelecimento que a churrascaria tinha entre seus fornecedores uma das empresas investigadas pela operação da Polícia Federal. A ida da comitiva presidencial à churrascaria ocorreu logo após uma reunião com representantes de países estrangeiros.

Em nota, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência informou que todas as carnes servidas neste domingo foram de origem brasileira. Em seguida, um gerente da churrascaria procurou "O Estado de São Paulo" e disse que a picanha vendida no restaurante é australiana, mas, excepcionalmente para o presidente Temer e sua comitiva, foi oferecido corte de marca brasileira.

Veja a repercussão do churrasco nas redes sociais:

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos