Topo

Os investigados do PTB

Do UOL, em São Paulo

12/04/2017 22h13

 

Reprodução/ Facebook
Imagem: Reprodução/ Facebook
Vado da Farmácia, ex-prefeito do Cabo de Santo Agostinho (PE)

Delatores: Djean Vasconcelos Cruz e Paul Elie Altit
Suspeitas: Segundo o MP, narram os colaboradores a ocorrência de pagamento de vantagem no âmbito das campanhas eleitorais de Betinho Gomes e “Vado” da Farmácia à Prefeitura Municipal de Cabo de Santo Agostinho/PE, no ano de 2012. Relatam repasses, respectivamente, de R$ 75 mil e R$ 150 mil, transações efetivadas a pedido dos próprios candidatos com objetivo de favorecimento no empreendimento “Reserva do Paiva”
Ainda se esclarece outros pagamentos no ano de 2014, em favor de “Vado” da Farmácia, José Feliciano e Betinho Gomes. Nesse último contexto, mencionam-se as somas de R$ 750 mil a “Vado” da Farmácia e a José Feliciano e R$ 100 mil a Betinho Gomes, também tendo como contrapartida ao Grupo Odebrecht. No total, os políticos teriam recebido R$ 1.075 milhão
Crimes: corrupção ativa e corrupção passiva
Outro lado: negou que tenha recebido qualquer recurso de forma ilícita para sua campanha eleitoral em 2012 e disse que não tinha nada a temer.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Política