Operação Lava Jato

'É necessário que o Judiciário demonstre firmeza com prisões', diz Lava Jato

Nathan Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Carlos Fernando dos Santos é procurador da força-tarefa da Lava Jato

    Carlos Fernando dos Santos é procurador da força-tarefa da Lava Jato

Após ver presos na Lava Jato deixarem a cadeia, o procurador Carlos Fernando dos Santos, da força-tarefa da operação, pediu respeito às investigações em andamento. "Enquanto não houver respeito a uma investigação em andamento, como está acontecendo nesse caso, é necessário que o poder Judiciário demonstre firmeza com as prisões realizadas", disse nesta quinta-feira (4).

Em uma semana, o STF (Supremo Tribunal Federal) já libertou três presos da Lava Jato. O pecuarista José Carlos Bumlai e o ex-assessor do PP João Claudio Genu deixaram a prisão no fim de abril. Na quarta-feira (3), foi a vez do ex-ministro José Dirceu também deixar a prisão em Curitiba.

Hoje, a 40ª fase da Lava Jato prendeu outras quatro pessoas; entre elas, dois ex-gerentes da Petrobras, que teriam participado de um esquema de propinas que movimentou cerca de R$ 100 milhões, segundo o MPF (Ministério Público Federal).

"Isso demonstra a necessidade da continuidade das investigações e da manutenção dessas prisões preventivas. Porque somente assim nós conseguiremos deter essa organização criminosa", disse Santos em entrevista coletiva.

Polêmica

As solturas de presos da Lava Jato têm gerado polêmica, principalmente no caso do Dirceu. Horas antes da decisão do Supremo, a força-tarefaapresentou a terceira denúncia contra o ex-ministro. O procurador da República Deltan Dallagnol chegou a dizer que o movimento tinha por objetivo influenciar a decisão da Corte.

No julgamento do pedido de liberdade, o ministro do Supremo Gilmar Mendes disse que não cabe a procurador da República pressionar a Corte e classificou a apresentação da denúncia como "quase uma brincadeira juvenil".

Dallagnol rebateu o ministro e classificou a decisão do Supremo de "incoerente". O procurador também afirmou que a soltura de Dirceu provoca um receio com relação à Lava Jato e que a liberdade de Dirceu "representa um risco real à sociedade".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos