Partido de oposição faz troca de última hora na CCJ para garantir voto contra Temer

Gustavo Maia

Do UOL, em Brasília

  • AFP PHOTO / EVARISTO SA

Em reunião realizada no início da tarde desta quinta-feira (13), a bancada do Podemos (ex-PTN) da Câmara dos Deputados decidiu substituir o único integrante titular do partido na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Casa. Com a mudança, a oposição garantiu mais um voto favorável à denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB).

O deputado federal Carlos Henrique Gaguim (Pode-TO), que já havia se manifestado contra a denúncia, foi trocado pela deputada Renata Abreu (Pode-SP), que é presidente nacional da legenda. O Podemos rompeu com o governo federal no dia seguinte à revelação da delação de executivos do grupo J&F.

Esta foi a 15ª troca de membros titulares da comissão desde que o dia 26 de junho, quando a denúncia da PGR (Procuradoria-Geral da República) acusou Temer de ter cometido crime de corrupção passiva.

Em breve pronunciamento na CCJ, Gaguim anunciou sua despedida da comissão e informou que sua "retirada" foi decidida pelos outros 13 deputados do partido.

A CCJ analisa a admissibilidade da denúncia que, por envolver um presidente da República, só pode ser julgada pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Para que a Corte decida se a acolhe ou não, a Câmara precisa aprovar uma SIP (Solicitação de Instauração de Processo).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos