PUBLICIDADE
Topo

Política

Temer faz sinal de positivo ao ser questionado sobre rejeição de denúncia

Temer faz sinal de positivo ao ser questionado sobre rejeição de denúncia na Câmara - Walter Rosa/FramePhoto/Estadão Conteúdo
Temer faz sinal de positivo ao ser questionado sobre rejeição de denúncia na Câmara Imagem: Walter Rosa/FramePhoto/Estadão Conteúdo

Luciana Amaral e Paula Bianchi

Do UOL, em Brasília

23/10/2017 17h54

O presidente da República, Michel Temer (PMDB), mostrou nesta segunda-feira (23) estar confiante quanto à rejeição da denúncia apresentada pela PGR (Procuradoria-Geral da República) contra ele, prevista para ser votada nesta quarta (25) no plenário da Câmara.

Ao ser questionado sobre o assunto ao final de uma solenidade no Palácio do Planalto, ele fez um sinal de positivo com as mãos. O presidente preferiu não dar entrevista após receber as chamadas cartas credenciais de 12 embaixadores estrangeiros no Brasil. Com o documento, os diplomatas estão formalmente credenciados para atuar em nome do país de origem no Brasil.

A peça foi apresentada pelo antecessor de Raquel Dodge, Rodrigo Janot, dois dias úteis antes do término de seu mandato, em setembro. A denúncia também acusa os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da República) por organização criminosa.

Nesta quarta, o plenário da Câmara vai votar o parecer pela rejeição da denúncia elaborado pelo deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG). Nas últimas semanas, o governo tem feito uma força-tarefa para garantir o apoio da base aliada e, especialmente, dos partidos do centrão. Entre as estratégias estão prometer e liberar emendas parlamentares, negociar cargos do segundo e terceiro escalões e aprovar pleitos antigos de frentes parlamentares.

O governo precisa que 172 dos 513 deputados votem a favor do parecer de Andrada, ou seja, contra a denúncia, para que a peça seja arquivada até o fim dos mandatos de Temer, Padilha e Moreira Franco.

 

Política