Tenho a esperança de ver Jucá sair algemado, diz deputado do PMDB

Gustavo Maia

Do UOL, em Brasília

O deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) foi à tribuna do plenário da Câmara na tarde desta terça-feira (19) e desferiu uma série de ataques ao presidente nacional de seu partido, o senador Romero Jucá (RR).

Pela manhã, durante a convenção nacional da sigla, em Brasília, Jucá anunciou uma "intervenção" no diretório estadual de Pernambuco da legenda, da qual Vasconcelos é uma liderança histórica.

"Quem é Romero Jucá para ameaçar o PMDB de Pernambuco?", questionou o deputado, chamando Jucá de "figura medíocre, desqualificada, mesquinha, torpe e desonrada".

"Sou um homem que tem esperança no futuro, e confio na Justiça. Por isso tenho a esperança de ver em breve esse senador sair daqui algemado por uma decisão soberana da Justiça do nosso país", declarou o parlamentar.

"Se pudesse qualificar Romero Jucá numa única palavra, deixo registrado nos anais da Câmara: é um crápula", acrescentou, encerrando seu discurso sob aplausos no plenário.

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa de Jucá informou que ele não vai se manifestar sobre as declarações.

A crise no PMDB pernambucano foi deflagrada após a filiação do senador Fernando Bezerra Coelho (PE), que era do PSB. Durante sua fala na convenção, Jucá disse que, "com Fernando Bezerra no comando da legenda", o diretório seria fortalecido.

"O PMDB de Pernambuco também é um partido de portas abertas. Tem recebido filiações de novas lideranças e de lideranças já consolidadas na política estadual. Abriu as portas, inclusive, para esse senador Fernando Bezerra Coelho, que respondeu ao nosso gesto de boa vontade com deslealdade e traição", declarou Jarbas, que foi um dos fundadores da legenda, há 51 anos.

Bezerra Coelho pretende se lançar candidato ao Governo do Estado em 2018 contra o atual governador Paulo Câmara (PSB), o que causou uma crise interna no PMDB de Pernambuco, presidido pelo atual vice-governador Raul Henry, que defende a permanência na base.

Ao atacar Jucá, Vasconcelos disse ainda que o senador é "oportunista", que "se serviu de todos os governos que passaram pelo Palácio do Planalto", "não tem autoridade política, muito menos moral, para nos ameaçar".

O UOL procurou senador Fernando Bezerra Coelho no início da noite desta terça e foi informado por sua assessoria de imprensa que ele estava viajando para o Recife e por isso não poderia responder aos questionamentos da reportagem.

O MDB recupera minhas forças, diz Temer

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos