Líder do PT na Câmara diz que Moro e Dallagnol acabarão no "banco dos réus"

Mirthyani Bezerra

Do UOL, em São Bernardo do Campo (SP)

O líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta, fez críticas ao juiz federal Sérgio Moro e ao procurador da República Deltan Dallagnol em discurso em caminhão de som em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua reunido com lideranças políticas e advogados. 

"Vai chegar o dia em que vamos ver [o juiz Sérgio] Moro, [o procurador Deltan] Dallagnol, essa turma sentada no banco dos réus, porque eles são traidores da nossa pátria", disse.

No seu discurso, Pimenta disse que Lula é a "espinha dorsal" do partido. "Eles acham que, quebrando a nossa espinha dorsal, vão nos derrubar. Não vão", disse. Ele disse à reportagem do UOL que Lula não vai se entregar à Polícia Federal.

Pimenta disse, ao finalizar o discurso, que Moro não vai ver a imagem de Lula sendo preso no Jornal Nacional. "Se tu pensa que Lula ia chegar 17h em Curitiba, tu espera até o Jornal Nacional porque tu não vai ter a imagem que tu queria", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos