MST invade fazenda de Maroni, empresário que comemorou prisão de Lula com cerveja grátis

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Twitter/MST

    Fazenda do empresário Oscar Maroni foi invadida pelo MST

    Fazenda do empresário Oscar Maroni foi invadida pelo MST

Integrantes do MST (Movimento dos Sem Terra) invadiram, nesta terça-feira (17), uma fazenda de propriedade do empresário Oscar Maroni em Araçatuba, a cerca de 550 quilômetros da capital paulista. Dentre os motivos alegados para a visão estão a reforma agrária e a "arbitrariedade da prisão" do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Maroni, conhecido como "magnata do sexo" e dono Bahamas Club, distribuiu cerveja grátis a clientes para comemorar a prisão de Lula. No dia 6 de abril, antes de Lula se entregar à Polícia Federal, o empresário se vestiu de presidiário e comandou uma festa em seu clube. Ao UOL, Maroni disse que a invasão desta terça é uma "retaliação à cervejada".

"Não vou me calar, podem invadir minha fazenda", comentou. "Digo que quem está preso é um marginal que roubou a nação", afirmou o empresário, que é pré-candidato a deputado federal pelo PROS. Ele afirmou que seu símbolo de campanha será uma "granada sem pino". 

A polícia já retirou os manifestantes no local. Segundo o empresário, foram levados papéis e ferramentas da fazenda. A defesa de Maroni irá tomar as medidas judiciais cabíveis, disse ao UOL.

Segundo o MST, Maroni "agrediu sexualmente diversas mulheres, expondo o corpo de muitas trabalhadoras do sexo perante centenas de homens em uma festa no dia 6".

A fazenda, de cerca de 1,7 mil hectares, já esteve envolvida em processos trabalhistas. Atualmente, cerca de 85% do terreno da fazenda foram arrendados pela Raízen, ligada à Shell, para produção de cana de açúcar. 

Dono do Bahamas distribui cerveja para festejar prisão

Invasão a TV e bloqueios

Em discurso na noite de segunda-feira (16) em Brasília, o coordenador do MST, João Pedro Stedile, defendeu invasões de terra como forma de pressionar pela liberação de Lula. "Nós vamos ocupar nesta semana terras porque queremos o Lula livre", disse.

Na avaliação dele, a TV Globo é a grande inimiga dos movimentos de esquerda. "Não pode deixar a Rede Globo em paz: joguem ovos ou joguem o que tiverem. A Globo é a nossa inimiga", defendeu.

Nesta terça, a sede da TV Bahia em Salvador, afiliada da TV Globo no estado nordestino, foi invadida por membros do MST. O ato era contra a detenção do ex-presidente Lula, que está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde o dia 7 de abril.

Em nota, a emissora disse que os manifestantes "forçaram o portão da empresa munidos de facões --conforme relato dos seguranças patrimoniais--, equipamentos de som e bandeiras". "A Rede Bahia respeita a liberdade de expressão. Defende vigorosamente a liberdade de imprensa e a segurança dos profissionais que trabalham no exercício da comunicação, destacando que o trabalho do jornalista e da imprensa são direitos constitucionais assegurados e que contribuem significativamente para a democracia", traz a nota. "A hostilidade sofrida hoje representa uma agressão aos meios de comunicação do estado e a todos os profissionais de imprensa".

Reprodução/Facebook/MST
Integrantes do MST invadem a sede da TV Bahia em Salvador, afiliada da TV Globo

Em Candiota, na região sul do Rio Grande do Sul, manifestantes do MST também fecharam a BR-293 em mais uma ação contra a detenção de Lula.

No Paraná, integrantes do MST realizaram protestos em seis praças de pedágio, liberando a cancela dos pedágios. Não houve pontos de bloqueio nas estradas do estado, segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Na segunda-feira (16), integrantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) invadiram o tríplex do Guarujá (SP) que é centro do processo que levou Lula à prisão. O imóvel, que será leiloado, foi desocupado horas depois pela polícia.

Gleisi lê carta de Lula: 'continuo acreditando na Justiça'

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos