Topo

STJ mantém prisão de Paulo Preto, suposto operador do PSDB

Sérgio Lima/Folhapress
Ex-diretor do Dersa, Paulo Vieira de Souza, o 'Paulo Preto' Imagem: Sérgio Lima/Folhapress

Felipe Amorim

Do UOL, em Brasília

07/05/2018 18h05

A 5ª Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) manteve em decisão unânime a prisão do ex-diretor da Dersa (empresa responsável por obras rodoviárias de São Paulo) Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto.

Paulo Preto foi preso preventivamente em abril, sob a suspeita de ter participado de esquema de desvio de dinheiro ligado às obras do Rodoanel Sul, durante governos do PSDB em São Paulo.

Um dos motivos para a decretação da prisão foi uma suposta ameaça a testemunha. A defesa nega.

A defesa do ex-executivo afirma que a prisão foi uma medida arbitrária, sem fundamentos legais e desnecessária.