Topo

Sem fundo partidário, Novo lança campanha para filiado pagar R$ 1 por dia

Campanha do Novo para novos filiados - Divulgação
Campanha do Novo para novos filiados Imagem: Divulgação

Carlos Eduardo Cherem

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

03/10/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Partido Novo abre mão de recursos do fundo partidário
  • Lança campanha com brindes para novos filiados e R$ 1 por dia
  • No 2º trimestre, arrecadou mais de R$ 3 milhões com mensalidades
  • Legenda estima que teria direito a R$ 24 milhões do fundo partidário

Faltando um ano para as eleições municipais, o Novo criou um jeito para arrecadar dinheiro, já que não é mais permitido às empresas doarem para campanhas e o partido não usa o fundo partidário. A ideia foi ampliar a base de filiados da legenda em todo o país.

"O Novo não utiliza recursos públicos e se sustenta por filiados, doadores e nossa loja. Por isso, optamos por uma campanha que incentiva os filiados a buscarem novos filiados, baseada nas modernas abordagens de marketing digital e dentro da legislação eleitoral. Dessa forma, garantimos um crescimento sustentável do partido", informa a direção nacional.

De acordo com a legislação, a legenda estima que teria direito a R$ 24 milhões do fundo partidário em 2019, mas, de acordo com o programa do partido, abriu mão desses recursos.

Ontem começou a campanha "Seja + Novo. Traga 1", com brindes para apoiadores que indicarem novos filiados. A proposta terá duração de um mês e tem, entre as premiações, bonés, canecas e camisas. Não há uma projeção de arrecadação de verba.

Os filiados ao partido pagam mensalidade de R$ 29,80, com o valor anual totalizando R$ 357,60 por filiado, ou o equivalente a R$ 1 por dia. Também aceita doações em valores superiores.

"O Novo é o único partido que não utiliza dinheiro público e, por isso, precisamos de você para continuar crescendo e fazendo as mudanças que o Brasil precisa", diz o texto de apresentação da campanha.

Partido arrecadou R$ 3 milhões com mensalidades

A mensalidade paga pelos filiados representa quase a totalidade da receita do Novo. No segundo trimestre deste ano, entre abril e junho, o partido teve um ganho de R$ 3,262 milhões com as mensalidades. No mesmo período, as doações alcançaram 293 mil.

Nas metas por brindes, dois a três novos filiados indicados garantem ao apoiador um boné do partido, que custa R$ 69,90 na loja virtual. De quatro a cinco novos filiados, o brinde é uma camisa polo, que custa R$ 79,90.

Para seis ou mais novas indicações de filiados, os apoiadores ganham ainda uma caneca, vendida por R$ 29,90. O filiado que atingir este patamar até o domingo, 20 de outubro, tem a opção de trocar os brindes por um ingresso para o Encontro Nacional do Novo, que acontece no dia seguinte, em São Paulo.

Invariavelmente, os produtos são na cor laranja.

A direção do Novo explica que a campanha de filiação não se confunde com campanha eleitoral, que só pode ser feita a partir de 15 de agosto nos anos de eleições, a exemplo de 2020, com o pleito para prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. A legislação, porém, prevê que os partidos podem estabelecer prazos de filiação e organizar campanhas próprias para atrair novos filiados.

Zema viaja aos EUA por 18 dias em 5 meses de mandato

UOL Notícias

Política