PUBLICIDADE
Topo

Política

Indagado "e o Queiroz?", Bolsonaro responde: "Tá com a sua mãe"

Guilherme Mazieiro

Do UOL, em Brasília

05/10/2019 11h57

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) rebateu na manhã de hoje (05) um ciclista que perguntou sobre Fabrício Queiroz. "Tá com sua mãe", disse o presidente da República na saída do Palácio da Alvorada.

Queiroz foi assessor da família Bolsonaro e trabalhou no gabinete de um dos filhos do presidente, Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), quando era deputado estadual. O ex-funcionário é uma das peças centrais nas investigações sobre movimentações milionárias suspeitas envolvendo o filho do presidente.

Desde que Bolsonaro assumiu o governo, apoiadores ficam na portaria da residência oficial para tirar fotos. Hoje, o presidente chegou de moto para atender cerca de 30 pessoas, quando um ciclista que passava pelo local, sem se identificar, gritou: 'e o Queiroz'?

Após o contratempo, Bolsonaro voltou para o Palácio do Alvorada.

Processos suspensos

Nesta semana, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, suspendeu os processos envolvendo quebra de sigilo do senador Flávio Bolsonaro no caso Queiroz. A apuração diz respeito ao esquema de "rachadinha" (quando um servidor repassa parte de seu salário ao político que lhe contratou).

A Promotoria do Rio de Janeiro vê indícios dos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa no gabinete do então deputado estadual Flávio, entre 2007 e 2018, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. No período em que Queiroz trabalhou contratado por Flávio, ele atuou como uma espécie de chefe de gabinete.

O Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) identificou, no caso de Flávio, uma movimentação atípica de 48 depósitos, no valor de R$ 2 mil cada, em sua conta bancária.

Política