Topo

Bolsonaro entrega moradias populares na PB e diz que NE terá investimentos

O presidente Jair Bolsonaro inaugura moradias populares em Campina Grande, na Paraíba - Alan Santos/PR
O presidente Jair Bolsonaro inaugura moradias populares em Campina Grande, na Paraíba Imagem: Alan Santos/PR

Do UOL, em São Paulo

11/11/2019 13h45

O presidente Jair Bolsonaro entregou hoje (11), em Campina Grande, na Paraíba, 4,1 mil moradias populares a famílias de baixa renda. Em seu discursos, ele afirmou que o Brasil está recuperando a sua confiança no mundo e, após exaltar que a última viagem internacional que fez foi "um sucesso", declarou que muitos disseram que vão voltar a investir no Brasil e que grande parte desses recursos serão destinados à região Nordeste.

"O Nordeste é uma parte importante para o Brasil. Não tem como falar de futuro sem falar de vocês", disse Bolsonaro, na inauguração de um complexo habitacional do programa Minha Casa Minha Vida.

O presidente exaltou o fato de ter sido vitorioso no primeiro e no segundo turno das eleições em Campina Grande, uma das principais cidades do Estado. De modo geral, contudo, ele colecionou derrotas na região Nordeste.

Ele também fez agradecimentos às autoridades que colaboraram para a conclusão do novo conjunto habitacional, e disse que, na política, "ninguém faz nada sozinho".

"Para administrar esse país, temos que ter bons políticos ao nosso lado e, graças a Deus, o quadro de políticos no Brasil melhorou, e bastante. Temos aprovado muita coisa na Câmara e no Senado, com convencimento, com entendimento. Isso realmente faz uma boa política para o nosso Brasil", disse ao lado do ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, autoridades locais e parlamentares.

O Conjunto Habitacional Aluízio Campos tem 3.012 casas e 1.088 apartamentos de até 48 metros quadrados, avaliados em R$ 61 mil cada, que beneficiarão 16 mil pessoas. Os contemplados com as novas moradias têm renda familiar de até R$ 1,8 mil mensais e, para o sorteio, foram reservadas cotas para famílias com idosos, pessoas com deficiência e crianças com microcefalia.

O empreendimento contou com aporte de R$ 262,5 milhões da União e tem infraestrutura completa, dois ginásios cobertos, três creches, duas escolas, duas Unidades Básicas de Saúde (UBS), um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e dez praças com academias de saúde.

(Com informações da Reuters e Agência Brasil)

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado na legenda da foto, a inauguração de casas populares por Bolsonaro foi em Campina Grande, na Paraíba, não em Campo Grande. A informação foi corrigida.

Política