PUBLICIDADE
Topo

Eduardo Bolsonaro pede para Witzel assumir a culpa por vídeo sobre Mourão

Eduardo Bolsonaro - Pedro Ladeira/Folhapress
Eduardo Bolsonaro Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

27/01/2020 19h48

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (sem partido) criticou no Twitter o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), pelo vídeo gravado por seu assessor em que telefona para o vice-presidente Hamilton Mourão.

"Sério que alguém acredita que a culpa foi do assessor que filmou Witzel? Nem o Lula, mestre em transferir responsabilidade sua para os outros, teria tamanha cara de pau. O certo seria: governador, assuma suas responsabilidades e seu caráter", escreveu o deputado.

Ontem, Witzel divulgou um vídeo em sua conta no Twitter em que liga para Mourão, com o viva voz ligado, e diz: "Senhor presidente, boa tarde". O vice está no exercício da Presidência já que Bolsonaro está em viagem oficial na Índia.

Em resposta, Mourão diz que está ciente da situação e que vai pedir auxílio para o ministro Fernando Azevedo, da Defesa. "Qualquer coisa a gente apoia mais alguma coisa aí no Rio de Janeiro, governador", responde Mourão.

Depois do mal-estar, o governador do Rio explicou o vídeo. Segundo nota divulgada pelo governo fluminense, trata-se de uma "conversa de trabalho".

"O vídeo divulgado nas redes sociais do governador Wilson Witzel tem somente a intenção de tranquilizar os moradores de cidades do noroeste do estado, fortemente atingidas pelas chuvas e, em função disso, sem item básico neste momento que é água para consumo", diz a nota.

Horas depois, Witzel disse no Twitter que o telefonema para Mourão "foi para mostrar união, pedir apoio e dar satisfação ao povo e aos prefeitos em uma hora tão difícil".

Política