PUBLICIDADE
Topo

Mourão diz que não autorizou uso de imagem em convocação para manifestação

Montagem de convocação para manifestação - Reprodulçao Twitter
Montagem de convocação para manifestação Imagem: Reprodulçao Twitter

Do UOL, em São Paulo

26/02/2020 15h02

O vice-presidente, general Hamilton Mourão, disse hoje que não autorizou o uso da sua imagem na convocação de manifestações contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF).

"Não autorizei o uso de minha imagem por ninguém. Quanto aos protestos, fazem parte da vida democrática e temos de conviver com eles", disse Mourão em entrevista ao jornal O Globo.

Além de Mourão, a imagem divulgada na internet e em redes sociais trazia ainda o general Augusto Heleno (chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), o deputado federal Roberto Peternelli (PSL-SP) e o secretário de Segurança Pública de Minas Gerais, Mario Araujo.

O presidente Jair Bolsonaro foi criticado por ter compartilhado um vídeo no WhatsApp pedindo apoio à manifestação, marcada para o dia 15 de março. Políticos e ministros do STF questionaram a atitude do presidente.

Além deles, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), também se manifestou. Sem citar Bolsonaro, ele declarou que "só a democracia é capaz de absorver sem violência as diferenças da sociedade e unir a Nação pelo diálogo. Acima de tudo e de todos está o respeito às instituições democráticas", completou".

Política