PUBLICIDADE
Topo

"Bolsonaro, você não é mais presidente. Saia enquanto há tempo", diz Haddad

Montagem com as imagens de Bolsonaro (à esq.) e Fernando Haddad (à dir.) - Arte/UOL
Montagem com as imagens de Bolsonaro (à esq.) e Fernando Haddad (à dir.) Imagem: Arte/UOL

Do UOL, em São Paulo

31/03/2020 21h32

Considerada uma das principais vozes da oposição, o petista Fernando Haddad fez duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), minutos depois de seu pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão, na noite de hoje.

"Bolsonaro, você não é presidente mais. Na verdade, nunca foi. Saia enquanto há tempo, para você e para o Brasil!", escreveu o petista, em seu perfil no Twitter.

Em seguida, Bolsonaro respondeu à mensagem de Haddad com a frase "Jair Bolsonaro é eleito presidente e interrompe série de vitórias do PT" — os dois disputaram a última eleição para o cargo de presidente da República, em 2018, e foi vencida no segundo turno por Bolsonaro.

Em seu pronunciamento de hoje, Bolsonaro voltou a distorcer uma declaração do diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), Tedros Adhanom, para defender o afrouxamento das políticas de distanciamento social, defendidas também pelo seu ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Mais cedo, Adhanom já havia respondido Bolsonaro em duas publicações nas redes sociais, mas sem citar o brasileiro diretamente. Ele escreveu que pessoas "sem salários regulares ou poupanças merecem políticas sociais que garantam dignidade e permitam a elas adotar medidas contra a covid-19".

O presidente ainda reiterou que sua missão é salvar vidas sem deixar os empregos para trás. "Por um lado, temos que ter cautela e precaução com todos, principalmente com mais idosos e portadores de doenças. Por outro, temos que combater o desemprego, que cresce rapidamente", afirmou.

Durante o discurso, o presidente novamente virou alvo de panelaço e com gritos de "Fora Bolsonaro", ocorrido em várias cidades do Brasil. (Assista abaixo)

Política