PUBLICIDADE
Topo

Sindicato dos Metalúrgicos critica Bolsonaro e defende isolamento em vídeo

Sindicato dos Metalúrgicos do ABC publicou vídeo com carta aberta a Bolsonaro - Reprodução
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC publicou vídeo com carta aberta a Bolsonaro Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/04/2020 17h36

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC divulgou um vídeo nas redes sociais com carta aberta ao presidente Jair Bolsonaro. Na mensagem, o sindicato afirma que os trabalhadores não vão "seguir o conselho" presencial de volta às atividades e defende o isolamento social como proteção aos brasileiros durante a pandemia do novo coronavírus.

"Desde quando meu coração começou a bater, minha mãe me ensinou a não seguir os amigos que iam pelo caminho errado. Meu pai me ensinou a não ouvir conselhos de quem errou. E agora é nossa vez de te ensinar. Se o senhor quiser seguir o mau exemplo, mesmo com o mundo te mostrando que você está errado, que siga", diz o começo da mensagem.

O trecho que cita o "mau exemplo" que seria seguido por Bolsonaro é ilustrado por uma imagem da campanha "Milano non si ferma" ("Milão não para"), que foi muito criticada após um estouro de casos e mortes por covid-19 na região da cidade italiana.

No mês passado, uma campanha divulgada pelo governo nas redes sociais contra o isolamento ganhou o nome de "O Brasil não pode parar". Posteriormente, foi proibida pela Justiça. Em resposta, o Sindicato dos Metalúrgicos disse que "não é o Brasil que não pode parar, mas, sim, o brasileiro".

"Para que o meu coração e o de todos os brasileiros continuem batendo, nós não vamos seguir o teu conselho. Somos trabalhadores e trabalhadoras, e dessa vez o nosso lugar não é no trabalho, é em casa", afirma a carta assinada pelos "metalúrgicos e metalúrgicas do ABC".

Coronavírus