PUBLICIDADE
Topo

Witzel critica Bolsonaro ao comparar atuação de governos nos EUA e Itália

28.jan.2020 - O governador Wilson Witzel na inauguração de Navio Oceanográfico Professor Luiz Carlos, na Marina da Glória - DIKRAN JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO
28.jan.2020 - O governador Wilson Witzel na inauguração de Navio Oceanográfico Professor Luiz Carlos, na Marina da Glória Imagem: DIKRAN JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

13/04/2020 15h02Atualizada em 13/04/2020 16h45

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), criticou o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por ser contrário à proposta de socorro a estados e municípios que está em discussão na Câmara dos Deputados.

Em publicação no Twitter, Witzel comparou a atuação de países fortemente atingidos pela pandemia do coronavírus, como Estados Unidos e Itália, e afirmou que nessas nações, apesar das medidas mais restritivas adotadas, os governos federais têm "noção" e "responsabilidade" de socorrer os estados.

"Em países como Itália e Estados Unidos, as medidas restritivas são mais rígidas do que as nossas. E lá os governos federais têm a noção e a responsabilidade de socorrer os estados", escreveu o governador do Rio.

Em outro tuíte, Witzel disse acreditar que o governo brasileiro também socorrerá estados porque tem a "obrigação" de fazê-lo.

"E eu tenho certeza de que o nosso governo federal fará o mesmo. Não como um favor, como avaliam alguns, mas como uma obrigação", afirmou.

Segundo cálculos da equipe econômica de Bolsonaro, o projeto de socorro aos estados em discussão na Câmara pode ter um impacto de R$ 222 bilhões aos cofres públicos. Por isso, o texto é tratado como uma "bomba fiscal" pelo governo.

Coronavírus