PUBLICIDADE
Topo

Davi Alcolumbre diz que Congresso deve se reunir na próxima semana

Presidentes de Câmara e Senado conversaram a respeito e combinaram sessão; data ainda será definidia - Foto: Dida Sampaoio/AE
Presidentes de Câmara e Senado conversaram a respeito e combinaram sessão; data ainda será definidia Imagem: Foto: Dida Sampaoio/AE

Do UOL, em São Paulo

03/06/2020 18h57

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou hoje durante sessão remota que o Congresso deve se reunir na próxima semana. A data, porém, ainda não foi definida, o que deve acontecer após a reunião de líderes marcada para a próxima segunda-feira (8).

De acordo com o senador, não foi possível realizar uma sessão conjunta nos últimos dias porque a Câmara dos Deputados tinha muitos projetos para deliberar.

"Conversei com o presidente (da Câmara) Rodrigo Maia (DEM-RJ) para tentar fazer uma sessão do Congresso esta semana, mas infelizmente a Câmara tinha muitas matérias que estavam aguardando deliberação, algumas com prazos", disse Alcolumbre.

"Ele combinou comigo que pudéssemos fazer a primeira sessão do Congresso na próxima semana", acrescentou.

O posicionamento foi dado, segundo a Agência Senado, em resposta a um pedido do senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PS), para que as duas casas apreciem vetos presidenciais.

"Já tomamos conhecimento de outro veto, à Medida Provisória 909/2020, que trataria sobre os R$ 8,6 bilhões de novas ajudas aos municípios e aos estados. E o que me constrange de certa forma é que a gente faz um trabalho e logo em seguida, o que vemos? O PL 873/2020 desfigurado através de vetos presidenciais", disse Veneziano.

"O que nós observamos agora? A medida provisória sobre o fundo de reservas monetárias também vetada pelo presidente da República", lamentou.

Política