PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
7 meses

Juíza obriga Frota, com R$ 122 em conta, a penhorar bens para indenizar Gil

O deputado federal Alexandre Frota durante sua filiação ao PSDB - Aloisio Mauricio/Fotoarena/Estadão Conteúdo
O deputado federal Alexandre Frota durante sua filiação ao PSDB Imagem: Aloisio Mauricio/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

22/07/2020 12h59Atualizada em 27/07/2020 15h29

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) terá que apresentar bens para serem penhorados em uma ação judicial movida por Gilberto Gil.

O parlamentar foi condenado após ofensas contra o artista em uma rede social — ele disse que Gil não pode mais "roubar livremente recursos oriundos da Lei Rouanet". O valor da ação, com valores corrigidos, já supera os R$ 90 mil.

Uma decisão da 50ª Vara Cível do Rio chegou a determinar o bloqueio online de valores nas contas de Frota, mas só encontrou R$ 122,21.

Com isso, a juíza Renata Gomes Casanova determinou que o deputado apresente, dentro de 10 dias, bens que possam ser penhorados a fim de pagar o total da condenação.

"Defiro o bloqueio online, porém o valor encontrado mostrou-se irrisório", diz parte da decisão da juíza Renata Gomes Casanova.

Política