PUBLICIDADE
Topo

PT pede CPI para apurar Lava Jato por armazenar dados de 38 mil pessoas

Presidente do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), disse que a CPI é necessária para que o Brasil conheça a Lava Jato - Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Presidente do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), disse que a CPI é necessária para que o Brasil conheça a Lava Jato Imagem: Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

29/07/2020 17h07

O PT (Partido dos Trabalhadores) pede a instalação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), solicitada pelo deputado federal André Figueiredo (PDT-CE), para apuração da atuação dos integrantes da Operação Lava Jato em Curitiba após o procurador-geral da República, Augusto Aras, revelar que a operação armazenou dados de 38 mil pessoas.

"A Câmara precisa instalar esta CPI para que o Brasil conheça a verdade sobre uma operação que tanto prejuízo causou ao Brasil", afirmou a presidente do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR).

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) anunciou que o partido vai acionar o STF (Supremo Tribunal Federal) e o MPF (Ministério Público Federal) para o acompanhamento das medidas tomadas para investigação dos responsáveis.

"Os 50 mil documentos que a Lava Jato possui arquivados em um sistema paralelo, sem controle da PGR ou das corregedorias, revela um Estado Policial dentro do país. Trata-se de uma afronta ao Estado de Direito e não pode ser tolerado impunemente pelo STF e pelo Congresso", alertou Pimenta.

O PT ainda afirma que o compartilhamento de informações entre Receita Federal, Lava Jato e Polícia Federal de 38 mil pessoas, sem autorização judicial, é um ato criminoso.

Operação Lava Jato