PUBLICIDADE
Topo

Política

PTB expulsa ex-prefeito que disse não ter roubado tanto quanto sucessor

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

09/09/2020 16h36

A direção estadual do PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), do Piauí, decidiu expulsar o ex-prefeito da cidade de Cocal José Maria da Silva Monção, que disse ter roubado menos que seu sucessor, durante convenção do MDB e do Progressistas.

"Assim que o vídeo começou a circular, o partido decidiu expulsá-lo. Não tinha condições de ficar. Era um assunto que não tinha alternativa, a não ser expulsá-lo", afirmou um dos assessores da presidente da sigla no estado, em contato com a reportagem do UOL, por telefone.

Monção era filiado ao PTB desde outubro de 2009, como consta em registros, mas era considerado uma "figura desaparecida" por políticos locais desde 2012, com pouca ligação ao partido.

Eleito prefeito de Cocal em 1992, 2000 e 2004 (ambos pelo extinto PFL, atual Democratas), Monção foi detido em 2009 durante a Operação Harpia, da Polícia Federal. Na ocasião, ele foi acusado de desviar dinheiro do Fundeb.

"Não roubei tanto quanto"

Durante convenção do MDB e do Progressistas, realizada no domingo (6) em Cocal, Monção surpreendeu ao admitir que cometeu irregularidades quando administrava o município. A afirmação foi feita ao criticar Rubens Vieira (PSDB), atual prefeito da cidade.

"Não é que o Cocal também seja o fim do mundo, mas passa a administração e todos padecem. Eu fui prefeito três vezes, eu sei o meu sofrimento, mas também não roubei o tanto que esse aí [Vieira] roubou não, está entendendo? Esse é descarado, esse está é afundando o Cocal", disse Monção, que hoje apoia a eleição de Cristiano Brito para o cargo.

"Eu posso até ter tirado alguma coisa, dado para os pobres... que na verdade ninguém pode ser tão sincero. Se eu tivesse sido tão direito, eu não tinha ido preso, né. Se eu fui preso, tem um motivo", continuou Monção.

"O mais político que rouba, rouba para dar pro povo. É difícil o cara roubar para si. Agora esse daí não, roubou para ele. A maior mansão da cidade de Cocal é a dele", finalizou.

Durante a inusitada declaração do ex-prefeito, integrantes da convenção alternavam reações entre risadas e gestos de surpresa.

Atual prefeito reage

Citado no discurso, o atual prefeito Rubens Vieira rebateu as afirmações feitas por Monção em post publicado nas redes sociais.

O tucano se mostrou "surpreendido" pelas palavras e afirmou que Monção "expôs de maneira confessa um conjunto de irregularidades de seu grupo político, e tentou justificar suas ações realizando uma exposição indevida do atual prefeito".

Política