PUBLICIDADE
Topo

Política

RJ: Castro exonera 6 auditores que detectaram irregularidades na Saúde

Claudio Castro, governador em exercício no Rio de Janeiro - Folhapress
Claudio Castro, governador em exercício no Rio de Janeiro Imagem: Folhapress

Do UOL, em São Paulo

30/09/2020 07h22

O governador em exercício do Rio de Janeiro, Claudio Castro (PSC), exonerou seis auditores do estado que apontaram irregularidades em contratos firmados pelo governo na área da saúde.

Os auditores atuavam na Subsecretaria de Controladoria Geral da Secretaria de Saúde. A decisão foi publicada ontem no DO (Diário Oficial) e não foram nomeados substitutos para o cargo. As informações são do jornal O Globo. O governo informou que o procedimento é "normal", sendo uma decisão da nova gestão da secretaria.

O grupo reconheceu indícios de irregularidades nos contratos assinados durante a pandemia de covid-19. Tais irregularidades levaram à prisão de Edemar Santos, ex-secretário estadual de Saúde, e ao afastamento do governador Wilson Witzel (PSC).

Foram exonerados o corregedor Thiago Couto Lage; o superintendente de Governança, Conduta e Ética, Robson Oliveira; o ouvidor Eduardo Waga; a assessora técnica Marcelle Medeiros de Souza; o ajudante Luciano Batista Vilhete e o coordenador de Auditoria Operacional, André Lemgruber Asth.

Ainda segundo o jornal, Leite relatou "dificuldades encontradas no tocante à continuidade dos trabalhos das comissões" em um documento enviado à CGE.

O governo do Rio informou que as mudanças são um ato "normal" e que os cargos "serão preenchidos". "Na nova gestão, não cabe mais o perfil dos exonerados", disse o governo em um comunicado.

Política