PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
11 meses

Senador chama jornalista sequestrado de 'bandido' e 'mau caráter' em áudios

O senador Telmário Mota chama, em áudios, o jornalista Romano dos Anjos de mau caráter - Eduardo Anizelli/Folhapress
O senador Telmário Mota chama, em áudios, o jornalista Romano dos Anjos de mau caráter Imagem: Eduardo Anizelli/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

28/10/2020 08h31Atualizada em 28/10/2020 09h19

O senador Telmário Mota (PROS-RR) afirmou que o jornalista Romano dos Anjos, que sofreu um sequestro e foi encontrado com fraturas no corpo nesta semana, "deve estar sendo vítima de suas próprias palavras". As frases foram ditas em áudios divulgados pela revista Crusoé,

Nos gravações, que foram trocadas em grupo de Whatsapp, o senador reclama da postura do jornalista, dizendo que ele é "bandido", "mau caráter" e "não presta". Os áudios foram feitos antes de Romano ser encontrado pela polícia, no final da manhã de ontem.

Quanto à vida dele, é claro que eu quero, peço a Deus que salve, agora dizer 'não, ele é gente boa'? Não, ele é mau caráter. Para mim, se o cara não presta, pode até morrer, não vou dizer 'ah, coitadinho, morreu'. Não. Se não presta, não presta. Acabou
senador Telmário Mota, sobre o jornalista Romano dos Anjos

Apresentador do programa "Mete Bronca", da TV Imperial, afiliada da RecordTV em Roraima, Romano dos Anjos foi sequestrado dentro de sua própria casa na noite de segunda-feira (26), em Boa Vista. Ele foi encontrado vivo na manhã de ontem, com múltiplas fraturas nos braços e pernas, após uma denúncia anônima. A polícia ainda investiga as circunstâncias.

No áudio, Telmário Mota diz que "detesta hipocrisia" e que Romano está há "seis anos falando mentiras, calúnia e difamação" contra sua família. Ele reclama especificamente que o jornalista tentou associá-lo às suspeitas de desvios de recursos na Saúde de Roraima. Telmário também é investigado na operação que ganhou notoriedade pela prisão de outro senador de Roraima, Chico Rodrigues (DEM), com dinheiro na cueca.

Não posso dizer que esse cidadão é do bem, esse cidadão é um bandido (...) A semana inteira tentou induzir que participei de roubo na saúde. Aí vou ficar de hipocrisia? Para mim ele é um indivíduo mau caráter, bandido, deve estar sendo vítima das suas próprias palavras

"Se de fato ele foi sequestrado que Deus tenha pena dele e salve a vida dele, agora eu não sou é hipócrita, falo o que sinto. Se o cara para mim é bandido, prestando serviço sujo, vou dizer que é boa pessoa? Brasil está enjoado de hipocrisia, pessoa tem que ser sincero", disse o senador.

O UOL tenta contato com o gabinete do senador. À revista Crusoé, Telmário Mota disse reiterar o teor do que comentou nas mensagens e afirmou que o "sequestro precisa de uma investigação muito profunda para esclarecer muitas dúvidas que tem".

Política