PUBLICIDADE
Topo

Política

Schelp: Governo soltou decreto do SUS sem transparência e em má hora

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/10/2020 20h12

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje que seria uma "insanidade" privatizar o Sistema Único de Saúde (SUS). O assunto entrou na pauta esta semana, por causa de um decreto assinado por Guedes e pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que autorizava estudos para parcerias entre os setores privado e público para construção e administração de UBSs (Unidades Básicas de Saúde). Após repercussão negativa, o decreto foi revogado.

Para Diogo Schelp, colunista do UOL, a única explicação possível para o decreto é a de que "o governo não sabe o que está fazendo". Ele afirmou que o decreto veio em má hora e tem uma série de problemas. "Sem transparência, em péssima hora, no meio de uma pandemia, e sem a participação de todos os setores e entidades médicas que precisam opinar sobre isso", disse. (Ouça a partir do minuto 10:00)

A análise foi feita durante o episódio do podcast Baixo Clero #63, apresentado por Carla Bigatto, com a participação dos colunistas do UOL Carolina Trevisan e Diogo Schelp.

O decreto foi criticado por parlamentares, ex-ministros e especialistas e gerou preocupação em relação a uma tentativa de privatização do SUS.

Schelp defendeu que o problema não é estudar a possibilidade de trazer a iniciativa privada para o atendimento básico de saúde —isso, segundo ele, já acontece em alguns modelos. O que incomoda, disse o colunista, foi a publicação "de supetão, de surpresa". "A rigor, não tem nada de errado o governo querer trazer a iniciativa privada", disse. "Privatizar, esta palavra não está no decreto, o decreto fala em estudos para fazer essas parcerias e trazer a iniciativa privada." (Ouça a partir do minuto 06:15)

Já Carolina Trevisan afirmou que o processo até a revogação do decreto parece ser uma estratégia do governo. "Me parece, muito, que o governo faz essa prática de experimentação com as coisas que eles dizem para entender qual vai ser a repercussão tanto nas redes sociais, como da opinião pública, e aí determinar qual sentido que ele vai tomar ou não", disse. (Ouça a partir do minuto 11:06)

Durante o podcast de política do UOL, os colunistas analisaram outros pontos relativos à saúde: o incêndio que deixou quatro mortos no hospital federal de Bonsucesso e as especulações sobre o futuro da vacina contra a covid-19. E também a cotação do dólar e a cruzada antiaborto.

Baixo Clero está disponível no Spotify, na Apple Podcasts, no Google Podcasts, no Castbox, no Deezer e em outros distribuidores. Você também pode ouvir o programa no YouTube. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Política