PUBLICIDADE
Topo

Política

Joice rebate crítica de Bolsonaro a lockdown: 'limitação encefálica'

Joice Hasselmann usou as redes sociais para criticar o presidente Jair Bolsonaro - Reprodução/SBT
Joice Hasselmann usou as redes sociais para criticar o presidente Jair Bolsonaro Imagem: Reprodução/SBT

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/10/2020 17h00

Joice Hasselmann (PSL), candidata à prefeitura de São Paulo, usou o Twitter para rebater a crítica que Jair Bolsonaro (sem partido) fez ao lockdown adotado na França devido à segundo onda da covid-19. O presidente disse "não entender" a medida adotada pelo país europeu.

"É óbvio que não! Sua limitação encefálica não permite enxergar um palmo na frente da fuça. Mas, para ajudar a entender, existem 158.000 motivos. #BolsonaroGenocida", disse a candidata em publicação, referindo-se ao número de mortes por covid-19 no país.

Antes aliados, Joice e Bolsonaro romperam em outubro do ano passado, após a agora candidata a prefeitura de São Paulo se opor à indicação de Eduardo Bolsonaro como líder do PSL na Câmara. Logo depois, o presidente retirou Joice da liderança do governo no Congresso Nacional. Desde então, Joice tem criticado duramente algumas decisões do Governo Bolsonaro.

Joice também criticou a forma com que o presidente conduziu a pandemia durante os últimos meses, dizendo que o presidente deveria "revogar as besteiras que falou sobre a cloroquina".

"Bolsonaro revoga decreto que privatiza unidades de saúde. Deveria revogar também as besteiras que falou sobre cloroquina, a vacina que não confia, a máscara que não usa, o exemplo que não dá, o país que não lidera. Só não pode revogar as 158 mil mortes. Essas estão na conta dele", publicou ela em referência ao recuo de Bolsonaro em relação ao decreto sobre estudos para privatização de UBS.

Política