PUBLICIDADE
Topo

Operação Lava Jato

Lava Jato: Justiça aceita denúncia e Paulinho da Força vira réu, diz TV

O deputado federal  Paulinho da Força, em evento em São Paulo -  Mathilde Missioneiro/Folhapress
O deputado federal Paulinho da Força, em evento em São Paulo Imagem: Mathilde Missioneiro/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

29/10/2020 23h10

O deputado federal Paulinho da Força (Solidariedade-SP), virou réu por corrupção e lavagem de dinheiro após o juiz Marco Antônio Martin Vargas, da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, aceitar hoje uma denúncia do Ministério Público. Ele também responderá a processo por caixa dois de campanha.

A informação foi divulgada pela TV Globo. Na denúncia, o MP afirma que Paulinho recebeu R$ 1,7 milhão em propina do Grupo J&F, dos irmãos Joesley e Wesley Batista, nas campanhas para a Câmara dos Deputados em 2010 e à Prefeitura de São Paulo em 2012.

Os pagamentos, aponta o MP, foram relatados pelos irmãos Batista e por Ricardo Saud, ex-diretor da companhia, em acordos de delação premiada.

O genro de Paulinho, Cristiano Vilela Pinho, também responde pelas mesmas acusações.

Na decisão publicada na tarde de hoje, Vargas manteve o bloqueio de contas bancárias e bens do deputado.

Em nota enviada à emissora, o partido Solidariedade disse que o deputado "apresentará, no momento oportuno, os elementos necessários a demonstrar sua inocência quanto aos fatos apurados". A sigla também afirma que a delação é "sabidamente fraudulenta" e que a atuação da Lava Jato apresenta "viés político partidário".

Operação Lava Jato