PUBLICIDADE
Topo

Política

Ministro Tarcísio Gomes anuncia que testou positivo para covid-19

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, durante coletiva de imprensa sobre a crise do coronavírus - Edu Andrade/Fatopress/Estadão Conteúdo
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, durante coletiva de imprensa sobre a crise do coronavírus Imagem: Edu Andrade/Fatopress/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

27/11/2020 22h56

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, anunciou na noite de hoje que testou positivo para covid-19. Com isso, ele se torna o 14º ministro do governo Bolsonaro a contrair o vírus.

Em nota enviada à imprensa, a assessoria do ministério informou que Tarcísio Gomes está assintomático e deve seguir com suas funções em teletrabalho.

Gomes esteve hoje em inauguração de uma pista pavimentada na BR-154, no Triângulo Mineiro. Ele fez um discurso durante a cerimônia e aparece em vídeo publicado nas redes sociais pelo próprio ministério sem o uso de máscara de proteção facial. (Veja o vídeo abaixo)

Em conversa com um grupo de apoiadores, Bolsonaro disse que Tarcísio estava com covid e tomando hidroxicloroquina —o medicamento, no entanto, não tem comprovação científica de eficácia no combate ao coronavírus.

"O ministro Tarcísio acabou de dar covid. Falei com ele agora há pouco ... quer dizer, fui informado, mas não consegui falar com ele. Já está tomando hidroxicloroquina", disse Bolsonaro aos apoiadores, na noite de hoje

Ao todo, 14 ministros de Bolsonaro já foram infectados pelo coronavírus ao longo de nove meses de pandemia —ao todo, o governo tem 23 ministros.

No dia 24, por exemplo, o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, afirmou que havia testado positivo para a covid-19. De acordo com informações da pasta, o ministro está bem e permanecerá em isolamento em casa nas próximas semanas.

Antes dele, já foram infectados os ministros Augusto Heleno (Segurança Institucional); Bento Albuquerque (Minas e Energia); Onyx Lorenzoni (Cidadania); Milton Ribeiro (Educação); Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia); Wagner Rosário (CGU); Braga Neto (Casa Civil); Jorge Oliveira (Secretaria-Geral da Presidência); Marcelo Álvaro Antonio (Turismo); Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo); Fábio Faria (Comunicações) e Eduardo Pazuello (Saúde).

Além de ministros, o coronavírus também já afetou boa parte do alto escalão do governo de Jair Bolsonaro (sem partido), como Walter Souza Braga Netto (Casa Civil) e Jorge Oliveira (Secretaria-Geral da Presidência da República), e o próprio presidente, que chegou a definir o vírus como uma "gripezinha".

Política