PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Eduardo Bolsonaro entrega pedido de impeachment do prefeito de Araraquara

Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) foi a Araraquara entregar pedido de impeachment do prefeito Edinho Silva (PT) - Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) foi a Araraquara entregar pedido de impeachment do prefeito Edinho Silva (PT) Imagem: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Do UOL, em São Paulo

03/08/2021 12h15Atualizada em 03/08/2021 15h01

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou que protocolou um pedido de impeachment contra o prefeito de Araraquara (SP), Edinho Silva (PT), por suspeitas de irregularidade na compra de respiradores com dispensa de licitação.

Em vídeo publicado na noite de ontem em seu perfil no Facebook, o deputado disse que foi à cidade do interior paulista para entregar recursos de uma vaquinha virtual liderada por ele e pelos colegas de Câmara Carla Zambelli (PSL-SP) e Hélio Lopes (PSL-RJ), e aproveitou para protocolar a representação contra o prefeito.

"Se a população se revolta com a corrupção, imagina o quanto mais não se revolta por desvios de dinheiro da saúde. O prefeito deve explicações", declarou Eduardo no vídeo. O UOL entrou em contato com a Prefeitura de Araraquara e aguarda posicionamento.

Araraquara ganhou projeção por ser a primeira cidade brasileira a decretar lockdown para conter a propagação do coronavírus, em fevereiro deste ano. De acordo com a prefeitura, 50 dias após o lockdown, os casos de covid-19 caíram 66,2% na cidade e, as internações, 24%. As mortes, por sua vez, caíram 62%.

No entanto, uma nova alta nos casos e na taxa de ocupação das UTIs fez com a prefeitura adotasse um segundo lockdown em junho.

O prefeito petista já foi alvo de críticas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que, desde o início da pandemia, foi contra medidas de restrição e fechamento do comércio.

"Se ele [Edinho Silva] andasse no meio da população, saberia que as pessoas que vivem na informalidade não têm condições de ficarem trancafiadas em casa como ele e o senhor João Doria [PSDB, governador de São Paulo]", afirmou Eduardo Bolsonaro.

Prefeito diz que cidade representa derrota do bolsonarismo

Em publicação no seu perfil no Twitter na manhã de hoje, o prefeito de Araraquara afirmou que a cidade se destacou no combate à pandemia por defender a ciência e a medicina.

Além disso, declarou que Bolsonaro e sua família tem "obsessão" em atacar o município, que, segundo ele, representa a "derrota ideológica" do bolsonarismo.

"Sobre o ataque da família Bolsonaro a Araraquara: nossa cidade se destacou no combate à pandemia por defender a ciência e a medicina. O bolsonarismo prega negacionismo e incentiva o genocídio. Só isso explica essa obsessão por nos atacar: representamos a derrota ideológica deles", escreveu Edinho Silva.

Irregularidades em compra de respiradores

No vídeo, o deputado federal diz que o pedido de impeachment é assinado por ele, pelo candidato a vice-prefeito derrotado nas últimas eleições, Coronel Prado (Podemos), e outros deputados federais.

O pedido se baseia na denúncia de que a prefeitura de Araraquara comprou 25 respiradores com dispensa de licitação de uma empresa que atua no ramo de bijuterias. A gestão municipal pagou antecipadamente 25% do valor total, orçado em cerca de R$ 4,2 milhões.

A compra, no entanto, foi cancelada posteriormente e virou alvo de questionamento por parte do TCU (Tribunal de Contas da União) e da Câmara de Vereadores.

No mês passado, a empresa envolvida no negócio foi condenada pela primeira instância da Justiça a devolver o valor pago pela prefeitura, pouco mais de R$ 1 milhão.

Política