PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Josias de Souza: 'Bolsonaro merece interrogatório, não diálogo'

Do UOL, em São Paulo

03/08/2021 08h45

O colunista Josias de Souza disse hoje, em participação no UOL News, que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) acertou ao encaminhar um pedido ao STF (Supremo Tribunal Federal) para que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) seja investigado por disseminar notícias falsas.

Segundo a avaliação de Josias, é preciso ir além de notas de repúdio contra os ataques de Bolsonaro ao sistema eleitoral brasileiro, baseado em suspeitas infundadas sobre as urnas eletrônicas já desmentidas pelo TSE.

Até aqui vinham se manifestando por notas de repúdio, e esse novo inquérito sinaliza que pelo menos o ramo eleitoral caiu em si. Viram que Bolsonaro merece interrogatório, não diálogo. A única conciliação que precisa é com as leis
Josias de Souza, colunista do UOL

Porém, na avaliação de Josias, a iniciativa é tardia. Ele lembrou que, em março de 2020, Bolsonaro já atacava o sistema eleitoral, falando sobre fraudes em eleições sem apresentar qualquer indício.

"Foram palavras muito duras, o que foi mais relevante foi a decisão do TSE de abrir um inquérito. Ele veio bem e chegou tarde. Bem porque abre a perspectiva mesmo que remota no enquadramento de um presidente transgressor. Tarde porque Bolsonaro deveria ter sido disciplinado há um ano e meio, quando disse que exibir provas do sistema de eleição era fraudulento. Todos sabem que ele mentira e não dispunha de provas, mas ninguém agiu à altura", disse.

Josias ainda disse que Bolsonaro "se especializou em utilizar suas prerrogativas democráticas para esculhambar a democracia" e em esticar a corda.

"Quem brinca de corda, precisa entender de nós. O TSE na prática amarrou um nó no pescoço do presidente. É um caminho sem volta, se esse inquérito for levado às últimas consequências, vão elevar a estatura do tribunal. Do contrário, vão rebaixar o pé direito da democracia brasileira. Ou é ou não", disse.

Política