PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Vereador de Itararé, em São Paulo, é punido por fala homofóbica

O vereador de Itararé Fernando FH (MDB) - Reprodução/Facebook
O vereador de Itararé Fernando FH (MDB) Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

03/08/2021 23h42

A Câmara Municipal de Itararé (455 km de São Paulo) aprovou hoje uma punição com censura escrita ao vereador Fernando FH (MDB) por uso de "palavras e expressões homofóbicas" nas redes sociais.

A repreensão foi resultado de uma Comissão Processante instalada na Casa em abril deste ano, que concluiu que houve quebra de decoro no discurso do parlamentar.

Segundo o relatório, FH agiu "de forma preconceituosa e discriminatória, de potencial ofensivo para parcela da sociedade, principalmente para a comunidade LGBTQIA+".

Entretanto, a Câmara disse que o vereador já reconheceu a infelicidade das expressões utilizadas e que está em seu primeiro mandato.

"Para não aplicar uma sanção máxima, como perda ou suspensão do mandato, a CP levou em consideração a inexperiência do denunciado — o fato se deu no quarto mês do seu primeiro mandato como parlamentar — o que pode explicar a falta de tato político e diplomático que um representante do povo deve ter", diz a nota publicada no site da Câmara.

Em abril, o vereador publicou um esclarecimento em seu perfil no Instagram, em que diz que seu mandato é "pautado no respeito a todos os grupos sociais", e pede desculpas.

O UOL entrou em contato com o vereador e aguarda posicionamento.

Política