PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
2 meses

Zé Trovão segue foragido e incita bloqueio de caminhoneiros nesta quinta

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

09/09/2021 00h09Atualizada em 09/09/2021 08h43

Cinco dias depois de mandado de prisão solicitada pela PGR (Procuradoria-Geral da República) e determinada pelo STF (Supremo Tribunal Federal), o bolsonarista Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, que segue foragido, apareceu hoje em vídeo publicado nas redes sociais incitando outros caminhoneiros a bloquearem rodovias e a "fecharem tudo" nesta quinta-feira. (Assista ao vídeo abaixo)

A partir das seis horas da amanhã, do dia 9 de setembro, todas as bases brasileiras: fechem tudo, não passa mais nada. Somente ambulância, oxigênio e remédio. Acabou, Não passa mais nada. Estão brincando com a democracia, nos tirando de otário. Nós precisamos resolver o problema do Brasil, agora, nesta semana. Chegou a hora de mudarmos tudo de uma vez. Povo brasileiro: vá amanhã para as ruas ajudar os caminhoneiros. É para trancar tudo. Vamos embora. Vamos salvar o Brasil. Fecha tudo. Zé Trovão, em vídeo divulgado nas redes sociais

A Polícia Federal busca desde a semana passada pelo paradeiro do caminhoneiro para cumprimento da prisão, solicitada pela PGR (Procuradoria-Geral da República) e determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF. Zé Trovão é acusado de promover a incitação de atos de caráter golpista contra o Congresso Nacional e a Suprema Corte, por meio das redes sociais. Ele teria descumprido ordens cautelares determinadas anteriormente por Moraes.

Ao UOL, o advogado do líder caminhoneiro, Levi de Andrade, disse que seu cliente não irá se entregar às autoridades e ressaltou que já entrou com pedido de habaes corpus no próprio STF.

"Mas o que eu posso dizer é que meu cliente não vai se entregar —apesar da defesa orientá-lo a cumprir a decisão judicial. Ele está em um lugar seguro. Ele muda de lugar a cada seis horas e de carro também. Ele sabe que a qualquer momento pode ser preso, mas está preparado psicologicamente", afirmou o advogado.

Segundo publicou o jornal Folha de S. Paulo na semana passada, Zé Trovão decidiu ignorar a determinação de Moraes de bloquear a chave Pix que vinha recebendo dinheiro para organizar as manifestações. Na última quarta-feira (1º), Zé Trovão anunciou uma nova chave Pix para receber recursos para os atos antidemocráticos convocados pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Em outro vídeo, divulgado nas redes sociais, Zé Trovão intima o presidente Bolsonaro a ajudar os manifestantes. "Presidente Jair Messias Bolsonaro. É Zé Trovão por cá. O povo precisa do senhor, presidente. Presidente, o senhor está nos convocando desde o começo do ano. Estivemos na rua em maio, em agosto... Presidente, pelo amor de Deus, estão atacando o nosso povo aí em Brasília. A polícia está usando a força. O senhor é a nossa última salvação. Nós vamos trancar todo o Brasil porque estamos ao lado do senhor. Pelo amor de Deus, não deixa o povo ser oprimido. Faz o que tem de ser feito. O povo está ao lado do senhor."

Caminhoneiros fazem bloqueios

Nesta quarta-feira (8), o Ministério da Infraestrutura registrou ao menos 117 bloqueios e tentativas de bloqueio em rodovias de 15 estados. Os bloqueios começaram na terça, durante os atos de caráter golpista do 7 de Setembro convocados pelo presidente Bolsonaro, e seguiram ao longo de hoje.

Os estados citados pelo ministério, a partir de informações da PRF (Polícia Rodoviária Federal), são: Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Minas Gerais, Tocantins, Rio de Janeiro, Rondônia. Maranhão, Roraima, São Paulo e Pará.

De acordo com a pasta do governo federal, os atos não são organizados por qualquer entidade setorial do transporte rodoviário de cargas e a composição das mobilizações é heterogênea, "não se limitando a demandas ligadas à categoria."

Segundo o jornal "O Estado de S. Paulo", um dos líderes do movimento intitulado de caminhoneiros patriotas, Francisco Burgardt, também conhecido como Chicão Caminhoneiro, informou que iria entregar ainda hoje um documento ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), pedindo a destituição de ministros do STF.

Apelo de Bolsonaro a caminhoneiros

O presidente Jair Bolsonaro fez apelo e pediu para que caminhoneiros autônomos desistissem da paralisação e liberassem rodovias, em áudio divulgado em grupos de mensagens. O Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, confirmou a autenticidade do áudio.

Fala para os caminhoneiros aí, são nossos aliados, mas esses bloqueios atrapalham a nossa economia. Isso provoca desabastecimento, inflação, prejudica todo mundo, em especial os mais pobres. Então, dê um toque aí para os caras, se for possível... para liberar, para a gente seguir a normalidade. Jair Bolsonaro pede caminhoneiros para desistirem de paralisação

Novamente nas redes sociais, Zé Trovão publicou vídeo em resposta a pedido feito por Bolsonaro. (Assista abaixo)

Política